Críticos reclamam de falta de erotismo no filme Cinquenta Tons de Cinza

O filme de Cinquenta Tons de Cinza, baseado no primeiro livro da trilogia erótica de E.L. James, nem estreou nos cinemas e a crítica já está falando mal.
O problema é que os jornalistas que participaram do CinemaCom, evento que ocorreu em Las Vegas, não ficaram satisfeitos com um trecho de cinco minutos do filme que assistiram para conhecer melhor a interação dos personagens de Dakota Johnson e Jamie Dornan, que protagonizam a série. 
Nesse cinco minutos, reclama a imprensa, em nenhum momento foi abordado o tom erótico que permeia o livro em que o filme é baseado. “Havia muitas insinuações, mas nada disso foi mostrado explicitamente, falta erotismo”, afirmou Eric Eisenberg para o CinemaBlend.
Para o Los Angeles Times, o estúdio pode estar querendo ampliar o público do filme, que seria limitado devido a classificação indicativa se houvessem cenas eróticas. “Muitos talvez prefiram apreciar cenas explícitas na privacidade de suas casas, em vez de estar numa sessão de cinema”, conta a repórter Amy Kaufman.
Nenhum trailer de Cinquenta Tons de Cinza foi divulgado ainda e a previsão de estreia nos cinemas é apenas para 2015.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui