8 fotos reais de pessoas que inspiraram personagens de American Horror Story: Freak Show

Leia também:

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao...
Paulo Cavalcante
Paulo Cavalcantehttp://www.cafedeideias.com
Professor, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a sétima arte e a dramaturgia para as diferentes telas.


American Horror Story sempre foi sombria mas Freak Show, a quarta temporada da série, está sendo sombriamente conectada a realidade.

Em American Horror Story: Freak Show, Elsa Mars e seus artistas circenses trabalham com a natureza que lhes foi dada, cativando um nicho para si num mundo totalmente diferente. Porém, as atitudes cruéis que os personagens sofrem nesta temporada do seriado antológico de Ryan Murphy também aconteceram com os “freaks” do passado.
Conheça algumas pessoas incríveis que existiram de verdade no passado e inspiraram os personagens de American Horror Story: Freak Show.

Fred Wilson – O homem lagosta

Fred Wilson nasceu em Massachussets, no ano de 1866 e trabalhou como atração num circo de horrores. 
Condição natural: Ectrodáctil – um termo derivado do latim que significa “dedos monstruosos”.
Inspirou o personagem Jimmy Darling, interpretado por Evan Peters.

Blanche Dumas

Com uma terceira perna e uma dupla genitália, Duma nasceu em Martinique, em 1860, antes de ser uma prostituta em Paris.
Condição natural: um defeito de nascença, possivelmente resultado da fusão de dois embriões, num resultado semelhante ao desenvolvimento de gêmeos siameses.
Inspirou a boneca nua na sequência de abertura da série.

Annie Jones – A mulher barbada

Annie Jones, aos 5 anos, já apresentava barba e bigode completos. Foi sequestrada por um frenologista Novaiorquino, provavelmente para estudos, conseguindo voltar para os pais apenas no dia do julgamento do sequestrador.

Condição natural: hirsutismo.

- Publicidade -

Inspirou a personagem Ethel Darling, interpretada por Kathy Bates em American Horror Story: Freak Show.

Minnie Woolsey – A garota pássaro

A condição de Woolsey causou problemas mentais, o que a levou a perder os cabelos e pelos do rosto (sobrancelha e cílios) e ficar quase cega. Ela foi enviada para o hospital psiquiátrico na Georgia, onde ficou até ser solta por um artista.
Condição natural: síndrome de Virchow-Seckel, conhecida como “nanismo da cabeça de pássaro”.
Inspirou a personagem Meep, a Geek, de AHS: Freak Show.

Eli Bowen – Membros de foca

Eli nasceu em Ohio em 1844 e surpreendia o público com suas cambalhotas, quedas e acrobacias, mesmo com seus membros amputados. Viveu até os 79 anos, quando faleceu no Dreamland Circus, em Coney Island.
Condição natural: focomelia, uma doença genética conhecida como “membros de foca”. 
Inspirou a garota skatista de AHS: Freak Show.

Lucia Zarate – A menor pessoa que existia

Lucia nasceu em 1890 em San Carlos, no México. Quando adulta, pesava apenas cerca de 2 quilos.
Condição natural: Osteodisplastia, nanismo do tipo II 
Em AHS: Freak Show inspirou a personagem Ma Petite.

Pip e Flip – Cabeça de alfinete

Pip e Flip ficaram conhecidas em 1932 Freaks, filme Tod Browning que apresentava artistas de circo com diferentes condições físicas pela primeira vez.
Condição natural: microcefalia, distúrbio do desenvolvimento neurológico.
Inspirou a personagem Pepper de AHS: Freak Show e já vista também no hospital psiquiátrico retratado em AHS: Asylum.

Millie-Christine – A mulher de duas cabeças

Millie e Christine nasceram na época da escravidão, em 1851, na Carolina do Norte. Seus pais as venderam por mil dólares a um circo. Posteriormente foram sequestradas para serem expostas em outros circos e em palestras médicas.
Condição natural: policefalia, uma forma particular de gêmeos siameses, quando embriões monozigóticos se fundem no últero.
Inspirou as irmãs Bette e Dot Tattler em AHS: Freak Show.
Com informações do MoviePilot.
- Publicidade -
- Relacionados -

3 COMENTÁRIOS

  1. tenho quase certeza que Bette e Dot foram inspiradas nas gêmeas americanas Abby e Brittany Hensel, que vivem até hoje no Minnesota. são exatamente como Bette e Dot, duas cabeças, duas garotas, um corpo. uma é inclusive “tortinha”, como a Bette.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Azougue Nazaré | Crítica

Uma terra com uma vasta variedade de culturas que culminam em diferentes religiões, o Brasil vem perdendo suas raízes...

As Panteras | Crítica

Hollywood fez mais uma vítima na sua não tão nova moda de reciclar franquias - a saudosa série As Panteras ("Charlie's Angels") ganhou uma...

Ford vs Ferrari | Crítica

A principal lição que se pode tirar do novo filme de James Mangold, é que não há nada que não fique 100% melhor com a...

Dora e a Cidade Perdida | Crítica

  A adaptação do desenho interativo Dora, a Aventureira, exibido no começo dos anos 2000 pelo canal Nickelodeon poderia ter seguido um caminho bem diferente e...

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio | Crítica

Apostar em mais um capítulo da franquia Exterminador do Futuro é uma atividade que tem se mostrado perigosa nos últimos anos, que o diga Emilia Clarke...
- Filmes recomendados -


More Articles Like This

- Publicidade -