O Massacre da Serra Elétrica abre Mostra de Clássicos da VII Janela Internacional de Cinema do Recife

    A VII Janela Internacional de Cinema do Recife começou nesta sexta-feira (24/10) dando também início a exibição da sua Mostra de Clássicos. O prestigiado festival recifense de cinema deu início a maratona de “Clássicos do Janela” com o filme O Massacre da Serra Elétrica, de Tobe Hooper.
    A escolha do filme para ser apresentado no primeiro dia do festival bem como na abertura da mostra de clássicos foi acertada – O Massacre da Serra Elétrica é realmente um clássico do cinema, bastante cultuado e com fãs de todas as idades, que surgem a cada geração. A produção parece não ficar velha, com roteiro prestigiado como se fosse recém lançado, ainda mais quando ganha um tratamento de imagem e som, completamente remasterizado para exibição em grandes festivais como a Janela Internacional de Cinema.
    Exibir O Massacre da Serra Elétrica foi uma das melhores seleções de filmes clássicos que a Janela Internacional de Cinema  do Recife poderia ter escolhido para sua programação. Em seu aniversário de quarenta anos de lançamento, o longa de Hooper traz um assassino caricato, que faz suas vítimas com uma serra elétrica por motivos um tanto estranhos. O Massacre da Serra Elétrica traz em doses mediadas os toques de terror, suspense e momentos de comédia, escassos nos mais recentes filmes da cena de horror do cinema moderno.
    Com tantos remakes produzidos, o original O Massacre da Serra Elétrica (1974) mostra que a tecnologia não é o fator número um para se fazer um bom filme. Aliás, em vários aspectos, pode-se considerar esta produção como trash, mas ela também dispõe de outros valores que se sobressaem, como a direção, edição e efeitos sonoros.
    Trash, clássico do suspense, assustador, ou seja lá como queira classificar, O Massacre da Serra Elétrica, 40 anos depois, tem o seu prestígio – uma sessão lotada no Cinema São Luiz, com o público aplaudindo a produção de Tobe Hooper no fim do filme e a sensação de que, em mais um ano, a Janela Internacional de Cinema começou da melhor forma possível sua mostra de clássicos.
    Imagem: Divulgação/Janela Internacional de Cinema do Recife

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here