Crítica: Jogo do Dinheiro

Com tensão e agilidade, Jogo do Dinheiro traz uma trama atual e altamente crítica.

George Clooney e Jack O’Connell em Jogo do Dinheiro (Reprodução/Sony Pictures)

Dirigido por Jodie Foster, Jogo do Dinheiro na verdade é um jogo mental que critica o poder da mídia e do mercado financeiro. Julia Roberts, George Clooney e Jack O’Connell protagonizam a história com maestria. A trama segue em busca de respostas para a perda financeira de alguns investidores.

Depois de passar um tempo dirigindo séries, Jodie volta para o cinema e traz em Jogo do Dinheiro uma pitada extra de tensão. Com agilidade, ela contextualiza todo ambiente onde a trama se desenvolve.

Kyle (Jack O’Connell) é um jovem com pouco dinheiro que com o falecimento da mãe acaba recebendo uma boa quantia. Motivado pelo apresentador Lee Gates (George Clooney), Kyle resolve investir todo o dinheiro que recebeu, entretanto ele e outros investidores acabam perdendo tudo.

Durante uma transmissão ao vivo do Money Monster, apresentado por Lee e dirigido por Patty (Julia Roberts), Kyle invade a transmissão e passa a ameaçar Lee e todos da produção que estão no estúdio. A repercussão desse acontecimento é mundial. Os olhos do mundo inteiro estão voltados para o programa.

Ao vivo, Kyle passa a questionar o poder de manipulação dos poderosos e a comentar que Lee é apenas um fantoche deles para alcançar a população. Além de questionar a forma desleal como funciona o mercado financeiro. O discurso do personagem é forte o suficiente para muitos telespectadores do programa torcer para que ele vá até o fim com suas ameaças.

O grande destaque vai pra Julia Roberts que dá vida a um personagem importante para trama. Por trás das câmeras Patty usa sua inteligência para dirigir o que estava fora do seu controle e com a ajuda de Lee passam a comandar as ações do próprio Kyle durante o filme.

Jogo do Dinheiro também mostra com detalhes o funcionamento de um programa ao vivo e o empenho da equipe para fazê-lo funcionar, tudo isso num ritmo intenso e com o intuito de mostrar ao público como o programa Money Monster consegue convencer o seu público. O que não é muito diferente da vida real.

Por: Lais Rilda

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui