Início Cinema Critica: As Tartarugas Ninja - Fora das Sombras

Critica: As Tartarugas Ninja – Fora das Sombras

“As Tartarugas Ninja – Fora das Sombras” traz de volta os irmãos Michelangelo, Rafael, Donatello e Leonardo , além de Stephen Amell. (Reprodução/ PARAMOUNT PICTURES)

Com uma história fraca, As Tartarugas Ninja – Fora das Sombras traz de volta Michelangelo, Rafael, Donatello, Leonardo e um velho inimigo, Destruidor (Brian Tee). Sobre a direção de Dave Green, o filme ainda conta com Stephen Amell, Megan Fox no elenco.

Como o próprio título do filme sugere, os irmãos desejam aparecer com mais frequência na superfície, querem ser reconhecidos pela sua dedicação à segurança da cidade e andar entre os seres humanos. Entretanto, se mostram cientes que sua fisionomia costuma afastar as pessoas, o que faz com que alguns imaginem como deve ser um humano.

Sobre a suspeita que o cientista Dr. Baxter (Tyler Perry) está aprontando alguma coisa, April (Megan Fox) decide investigá-lo. Logo, ela incarna uma jovem que apresenta interesse pelo cientista e em seguida um novo personagem com mais apelo sexual. A velha, comum e ofensiva objetificação da mulher. Depois que consegue acesso aos emails de Baxter, April fica ainda mais desconfiada dos planos do cientistas.

Enquanto isso uma série de bandidos tentam libertar Destruidor que está sendo transferido da cadeia sobre a responsabilidade do policial Casey (Stephen Amell). Além de Destruidor, um novo e intergaláctico vilão tenta governar a Terra, Krang que para conquistar a confiança de Destruidor o fornece uma substância capaz de transformar seres humanos em mutantes para ajudá-los no embate contra os irmãos ninjas. Tudo isso em prol de um plano mirabolante de controlar a Terra.

Ainda no inicio da trama é notável que As Tartarugas Ninja – Fora das Sombras é apenas um espetáculo visual que pode ser visto no IMAX. Cheios de efeitos visuais uma mixagem de som rebuscada as sequências de ação são os fatores que merecem destaque no filme, uma vez que o plot não apresenta um arco consistente da história.

Por: Lais Rilda

- Publicidade -
Lais Rilda
Lais Rilda
Estudante de Rádio, TV e Internet e consequentemente apaixonada por audiovisual, passo a maior parte do tempo relacionando o que aprendo em sala de aula com o que vejo na vida real e na ficção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Em alta