Capitã Marvel: ‘Maior super-herói de todos os tempos’ da Marvel

Girl Power!

Carol Danvers, a Capitã Marvel (Divulgação/Marvel Comics).
Carol Danvers, a Capitã Marvel (Divulgação/Marvel Comics).

Não é de hoje que muitas e muitos leitores de histórias em quadrinhos discutem sobre a representação das mulheres nas HQs e a construção das identidades das super-heroínas, que em muitos casos, surgem como versões femininas de outros super-heróis. E com a Capitã Marvel não foi muito diferente.

Mas com a aproximação do final da saga Guerra Civil II – na qual Carol vem sendo destaque – a série mensal solo da super-heroína passará por uma reformulação, inclusive de sua nomenclatura. No ano que vem chega ao mercado norte-americano The Mighty Captain Marvel com roteiro de Margaret Stohl, artes de Ramon Rosanas  e capas de Dave Johnson. Na trama a Capitã Marvel é aclamada pela população que a considera como “a maior de todas”.

“A maior de todas. É assim que a chamam. Carol Danvers foi às profundezas do espaço e voltou, mas isso ainda não a preparou para seu novo status de maior super-herói de todos os tempos. Sim, Rainha! Danvers pode não gostar da coroa que está usando, mas fica muito bem nela. Só tome cuidado com os espinhos que vêm com a coroa – forças tentando destruir o que Carol construiu”, diz a sinopse oficial de The Mighty Captain Marvel #1.

Carol Danvers surgiu nos quadrinhos em 1967, na décima terceira edição de Marvel Super-Heroes. Tendo sua história de origem contada em Marvel Super-Heroes #18 e Ms. Marvel #1 (2006). Após ser sequestrada Carol e Mar-Vell (Capitão Marvel) foram atingidos pela explosão de um dispositivo (Kree Psyche-Magneton). Que uniu os genes humanos com os de Kree, configurando uma hibridização, que gerou o nascimento da Capitã Marvel.

2 COMENTÁRIOS

  1. A personagem nem é popular com o grande público, quanto mais ser considerada a maior personagem de todos os tempos… Ridículo, se bobear nem entra num top 30. Marvel tem personagens muito melhores, inclusive personagens femininas. E convenhamos, Mulher Maravilha dá de 10 nessa aí!

  2. Mais um bitolado fazendo a desnecessária comparação entre a Carol e a Diana.
    Na moralzinha, vai dormir, meu amigo.

    São personagens distintas de editoras distintas.

    Carol vem ganhando mais espaço a cada dia que passa. Espaço e força, muita força -diga-se de passagem.
    Parece que quando surge uma personagem feminina forte e que se destaca, os fanboys da DC (Wonder Woman) se doem como se isso fosse uma grande falta de respeito ao principal ícone de força feminia da DC, a Diana, pois é.
    Esse lado daí que parece carecer de respeito pra com os outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui