Mulher-Maravilha: Petição é contra a nomeação da heroína como embaixadora da ONU

Mulher-Maravilha embaixadora honorária da ONU (Divulgação/DC Comics).
Mulher-Maravilha, atual embaixadora honorária da ONU (Divulgação/DC Comics).

Há algumas semanas a Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou a nomeação da Mulher-Maravilha como Embaixadora Honorária para o Empoderamento de Mulheres e Meninas –Veja aqui. Esta foi uma das tantas homenagens que a personagem fictícia da DC Comics recebeu pela comemoração de seus 75 anos.

A nomeação oficial ocorreu na última sexta-feira (21) a cerimônia contou com a presença de Gal Gadot (atriz que interpretará a Amazona no seu filme solo no ano que vem) e Lynda Carter (eterna Mulher-Maravilha) entre tantas outras personalidades. O evento contou, ainda, com uma pequena manifestação de funcionários da ONU que se opuseram contra a nomeação da personagem.

Porém as manifestações não pararam por aí. Segundo o jornal americano New York Post, cerca de 2.000 manifestantes em todo o mundo se uniram para, através de uma petição online, pedir que a ONU repense a nomeação da super-heroína. A petição alega que “uma mulher branca com peitos de proporções impossíveis, seminua em um pequeno e justo macacão com uma bandeira americana” não é uma porta-voz apropriada para a igualdade de gênero.

Um comentário questiona ainda se “o empoderamento feminino é tão inacreditável que precisamos escolher uma personagem fictícia?”.

Críticas a parte mais que uma homenagem, agora Embaixadora, cabe a Mulher-Maravilha a missão de “dar visibilidade ao 5º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que busca alcançar a igualdade de gênero e o empoderamento de mulheres e meninas até 2030”, informa o site ONUBR.

 

 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui