Oscar 2017 consagra ‘Moonlight’ como melhor filme; confira os vencedores

Com a gafe histórica do anúncio errado de seu principal prêmio, Oscar 2017 encerra cerimônia consagrando "Moonlight - Sob a Luz do Luar" como o melhor filme do ano.

Leia também:

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao...
Paulo Cavalcante
Paulo Cavalcantehttp://www.cafedeideias.com
Professor, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a sétima arte e a dramaturgia para as diferentes telas.

Barry Jenkins, diretor de 'Moonlight', abraça Jordan Horowitz, diretor de 'La la land', após gafe histórica do Oscar (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)
Barry Jenkins, diretor de Moonlight, abraça Jordan Horowitz, diretor de La La Land, após gafe histórica do Oscar (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)

O Oscar 2017 ficará marcado pela maior gafe de sua história. Após anunciar o prêmio de Melhor Filme para “La La Land – Cantando Estações”, a equipe do longa de Damien Chazelle subiu ao palco para o discurso e agradecimentos, até que foi interrompida para a grande reviravolta da noite. Acontece que o envelope havia sido trocado e o que Warren Beatty e Faye Dunaway tinha em mãos era o envelope do prêmio de Melhor Atriz – ao lerem “Emma Stone – La La Land” no cartão, eles exitaram mas resolveram anunciar “La La Land” como vencedor. Logo após a gafe, o novo envelope com o vencedor de Melhor Filme chegou, com o cartão informando que este é “Moonlight – Sob a Luz do Luar”.

Assista a gafe:

- Publicidade -

A confusão pode ser vista em foto do palco durante a cerimônia, no momento em que o envelope errado é conferido e a produção de “La La Land” é informada de que o prêmio não é do filme.

Produção do Oscar confere envelope errado durante a cerimônia (Foto: Reprodução)
Produção do Oscar confere envelope errado durante a cerimônia (Foto: Reprodução)

Após ter feito o discurso achando que “La La Land – Cantando Estações” havia sido escolhido o Melhor Filme, o produtor Jordon Horowitz recebeu a informação e revelou que o prêmio é, na verdade, de “Moonlight”.

Jordon Horowitz, produtor de 'La La Land', mostra cartão correto com 'Moonlight' como vencedor na categoria de Melhor Filme (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)
Jordon Horowitz, produtor de ‘La La Land’, mostra cartão correto com ‘Moonlight’ como vencedor na categoria de Melhor Filme (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)

A internet, é claro, não perdou. Após a gafe, vários memes pipocaram nas redes sociais comemorando a vitória de “Moonlight”, lamentando pela equipe de “La La Land” e comparando a situação a ocorrida em 2015 no “Miss Universo”, quando o apresentador também anunciou a vencedora errada na cerimônia.

Meme viraliza na internet comparando gafe do Miss Universo 2015 com o ocorrido no Oscar 2017 (Reprodução/Internet)
Meme viraliza na internet comparando gafe do Miss Universo 2015 com o ocorrido no Oscar 2017 (Reprodução/Internet)

Ao todo, La La Land – Cantando Estações recebeu seis prêmios, sendo o mais premiado da noite. O longa venceu as categorias de Melhor Direção, Melhor Atriz (Emma Stone), Melhor Fotografia, Melhor Trilha Sonora, Melhor Canção Original (“City of stars”) e Melhor Direção de Arte.

Viola Davis foi reconhecida como melhor atriz coadjuvante por seu papel em “Um Limite Entre Nós”. Este era a vitória mais esperada da noite, já que Viola venceu na mesma categoria todas as principais premiações do ano por este trabalho. O ator Mahershala Ali foi escolhido como o Melhor Ator Coadjuvante por sua atuação em “Moonlight”, que além deste reconhecimento e do prêmio de Melhor Filme, foi premiado também por Roteiro Adaptado, enquanto “Manchester à Beira-Mar” ficou com o prêmio de Melhor Roteiro Original e Melhor Ator (Casey Affleck).

Os vencedores do Oscar 2017 Mahershala Ali, Emma Stone, Viola Davis e Casey Affleck (Reprodução/Academy Awards)
Os vencedores do Oscar 2017 Mahershala Ali, Emma Stone, Viola Davis e Casey Affleck (Reprodução/Academy Awards)

Na categoria de Melhor Animação, o longa da Disney “Zootopia” foi o premiado. Já o iraniano “O Apartamento” foi eleito o Melhor Filme Estrangeiro.

Confira a lista completa dos vencedores:

Melhor filme
“Moonlight: Sob a luz do luar”

Melhor diretor
Damien Chazelle (“La la land: Cantando estações”)

Melhor ator
Casey Affleck (“Manchester à beira mar”)

Melhor atriz
Emma Stone (“La La Land – Cantando estações“)

Melhor ator coadjuvante
Mahershala Ali (“Moonlight: Sob a luz do luar“)

Melhor atriz coadjuvante
Viola Davis (“Um Limite Entre Nós”)

Melhor fotografia
“La la land”

Melhor animação
“Zootopia”

Melhor filme em língua estrangeira
“O apartamento”

Melhor roteiro original
“Manchester à beira-mar”

Melhor roteiro adaptado
“Moonlight”

Melhor documentário de longa-metragem
“O.J. Made in America”

Melhor curta-metragem
“Sing”

Melhor curta-metragem de animação
“Piper”

Melhor documentário em curta-metragem
“Os Capacetes brancos”

Melhor edição
“Até o último homem”

Melhor edição de som
“A chegada”

Melhor mixagem de som
“Até o último homem”

Melhor direção de arte
“La la land: Cantando estações”

Melhores efeitos visuais
“Mogli – O Menino Lobo”

Melhor canção original
“City of stars” (“La la land: Cantando estações”)

Melhor trilha sonora
Justin Hurwitz (“La la land: Cantando estações”)

Melhor cabelo e maquiagem
“Esquadrão suicida”

Melhor figurino
“Animais fantásticos e onde habitam”

- Publicidade -
- Relacionados -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Azougue Nazaré | Crítica

Uma terra com uma vasta variedade de culturas que culminam em diferentes religiões, o Brasil vem perdendo suas raízes...

As Panteras | Crítica

Hollywood fez mais uma vítima na sua não tão nova moda de reciclar franquias - a saudosa série As Panteras ("Charlie's Angels") ganhou uma...

Ford vs Ferrari | Crítica

A principal lição que se pode tirar do novo filme de James Mangold, é que não há nada que não fique 100% melhor com a...

Dora e a Cidade Perdida | Crítica

  A adaptação do desenho interativo Dora, a Aventureira, exibido no começo dos anos 2000 pelo canal Nickelodeon poderia ter seguido um caminho bem diferente e...

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio | Crítica

Apostar em mais um capítulo da franquia Exterminador do Futuro é uma atividade que tem se mostrado perigosa nos últimos anos, que o diga Emilia Clarke...
- Filmes recomendados -


More Articles Like This

- Publicidade -