3%: Netflix confirma sucesso internacional da série brasileira

Metade da audiência mundial da série é de espectadores de fora do Brasil; 3% é a primeira série original brasileira da Netflix.

Leia também:

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao...
Paulo Cavalcante
Paulo Cavalcantehttp://www.cafedeideias.com
Professor, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a sétima arte e a dramaturgia para as diferentes telas.

Elenco de 3% (Divulgação/Netflix)
Elenco de 3% (Divulgação/Netflix)

A Netflix confirmou nesta quinta-feira (16) por meio de comunicado à imprensa o sucesso internacional de 3%, primeira produção brasileira e original do serviço de streaming. Segundo a plataforma, a série dirigida por Cesar Charlone e escrita por Pedro Aguilera é a mais assistida dos EUA desde o seu lançamento, em 25 de novembro de 2016, dentre as séries de língua não-inglesa.

Além de ser sucesso no Brasil e nos EUA, 3% também conquistou o resto do mundo. Segundo a Netflix, 50% de horas vistas da série são provenientes do mercado internacional.

- Publicidade -

“A série foi amplamente vista fora do Brasil em diversos países, o que nos mostra que há sempre um público para uma grande narrativa, seja com conteúdo produzido nos Estados Unidos, Brasil, Singapura, Austrália, Índia ou no Oriente Médio”, disse Erik Barmack, vice-presidente de Originais Internacionais da Netflix. “Os incríveis produtores, diretores e elenco brasileiros de 3% construíram uma série atraente que questiona a dinâmica da sociedade ao colocar os personagens em um processo de sobrevivência cruel para chegar ao ‘outro lado’, e isso criou uma empatia com públicos do mundo todo. O sucesso da série em todo o mundo nos levou a confirmar a segunda temporada assim que a série foi lançada”, completa.

A atriz Vaneza Oliveira, intérprete da Joana, falou da experiência de atuar numa série brasileira que atingiu um público global através da Netflix. “Nós fomos o primeiro conteúdo brasileiro a ser lançado ao mesmo tempo em 190 países, e isso foi um indicador de que eu poderia ter alguns fãs internacionais. Mas o retorno de fãs do mundo inteiro foi muito maior do que eu esperava. Eu recebo mensagens de fãs do México, Itália, França e até Taiwan, dizendo o quanto eles amaram a série. Tem sido maravilhoso participar desse projeto”, contou a atriz que estará em Recife na CCXP Tour Nordeste, representando a série 3% no painel da Netflix.

Já disponível na Netflix, 3% foi filmada utilizando a tecnologia 4K Ultra HD.

- Publicidade -
- Relacionados -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Azougue Nazaré | Crítica

Uma terra com uma vasta variedade de culturas que culminam em diferentes religiões, o Brasil vem perdendo suas raízes...

As Panteras | Crítica

Hollywood fez mais uma vítima na sua não tão nova moda de reciclar franquias - a saudosa série As Panteras ("Charlie's Angels") ganhou uma...

Ford vs Ferrari | Crítica

A principal lição que se pode tirar do novo filme de James Mangold, é que não há nada que não fique 100% melhor com a...

Dora e a Cidade Perdida | Crítica

  A adaptação do desenho interativo Dora, a Aventureira, exibido no começo dos anos 2000 pelo canal Nickelodeon poderia ter seguido um caminho bem diferente e...

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio | Crítica

Apostar em mais um capítulo da franquia Exterminador do Futuro é uma atividade que tem se mostrado perigosa nos últimos anos, que o diga Emilia Clarke...
- Filmes recomendados -


More Articles Like This

- Publicidade -