Papo Seriado – Ep. 17 – Motivos para ver A Bela e a Fera

"Sentimento assim sempre é uma surpresa, quando ele vem nada o detém..." - Enfim, A Bela e a Fera em live action estreia; vem ver porque você deve assistir!

Leia também:

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao...
Larissa Ramos
Larissa Ramos
Bacharela em Direito, advogada e concurseira, apaixonada por séries, filmes, livros e música. Sonha com a chance de viver como atriz e se derrete com histórias de amor. Seu grande ícone é Audrey Hepburn.

Papo SeriadoMeus lindos, olhem nós aqui de novo! Como vocês tem passado? O que acharam da coluna sobre Survivors Virtuais? Quem aí já vai se inscrever para a próxima temporada? Então, andei pensando tanto tanto sobre o que escrever pra vocês hoje, o que que seria interessante, até conversei com meu Editor só que, como vocês sabem, eu gosto de conversar com vocês sobre o que vem do coração. E aí eu vi que não tinha assunto melhor para conversarmos hoje que não fosse a estreia de hoje: A Bela e a Fera – que eu já garanti o ingresso desde janeiro haha!

Para quem não lembra – já que eu falei aqui – a Bela é, desde sempre, a minha princesa favorita e “A bela e a Fera” é o meu filme preferido da Disney, embora eu não ache o “date” deles o mais romântico, ok?! E mesmo tendo visto milhares de vezes, ainda me arrepio ao ouvir as mesma frases, ainda sofro quando a fera se machuca, tenho vontade de socar Gastón por todas as maldades, e choro junto com a Bela, muito embora minhas lágrimas de amor verdadeiro não salvem a vida de ninguém. Assim, eu resolvi elencar 5 motivos pelos quais vocês devem assistir o Live Action da Disney “A Bela e a Fera”!

5° – Fidelidade à animação

(Reprodução/Walt Disney)
(Reprodução/Walt Disney)

- Publicidade -

Em todas as imagens divulgadas até agora é nítido o quanto o filme busca se manter fiel à animação 1991, seja nos cenários, seja no figurino. As músicas, como falarei melhor no próximo tópico, também são fiéis às originais. O mais fantástico disso é que com a fidelidade a Disney conseguirá manter os já amantes da Bela e A Fera – como eu – e ainda conquistará tantos novos com a perfeição dos detalhes (com base nos teasers e trailers já divulgados). Aqui vale a ressalva: fiquem de olho na xicarazinha quebrada: Zip vai roubar seus corações!

4° – A trilha sonora

(Divulgação/Walt Disney)
(Divulgação/Walt Disney)

Se você é um amante da música, a trilha sonora de “A Bela e a Fera” ( já disponível no Deezer e no Spotify) está linda de viver (como diria Hebe Camargo), as músicas originais em novas versões belíssimas, com destaque para as vozes de John Legend e Ariana Grande! Além disso, todas as letras são de uma fofura que não tem tamanho e tratam desde alguém que é vista como”diferente” por uma sociedade que ama julgar ao despertar de um amor por alguém que não é considerado esteticamente belo e ainda se fechou para o mundo após uma decepção.

3° – Primeiro gay de um filme Disney

Temos, enfim, o nosso primeiro personagem Gay num filme da Disney – o que, como sempre, já gerou protestos e tentativas de boicotes really, guys?! -!!!! Que felicidade! O personagem de LeFou, vulgo babão de Gastón, se vê num dilema entre querer ser Gastón e nutrir uma paixão por ele. Obviamente, ainda não vi o filme, mas pelo que já li, podemos esperar cenas lindas, de quando ele começa a descobrir esse sentimento pela personagem de Luke Evans.

Josh Gad interpreta LeFou (Reprodução/Walt Disney Studios)
Josh Gad interpreta LeFou (Reprodução/Walt Disney Studios)

2° – Emma Watson

Eu não sou a fã número um de Hermione Granger por não ser fã incondicional da Série Harry Potter, como a maioria, #mejulguem, mas nem por isso a gente pode deixar de ser fã de Emma, ignorando o papel dela como feminista e ativista da causa. A cada dia nossos olhos brilham mais com suas falas e com o talento da britânica que, há muito, luta pela igualdade entre os sexos. Além disso, Emma bateu o pé sobre a possibilidade de sexualizar o papel da Bela o que faz com que a admiremos ainda mais!

1° – A história

(Divulgação/Walt Disney Studios)
(Divulgação/Walt Disney Studios)

A história de A Bela e A Fera tem tudo que se pode querer num bom conto: Aventura, ação, romance, sonhos e a quebra de preconceitos. Fala Sério, tem como amar mais?! A história fala de uma menina provinciana que tem aspirações bem maiores que sua vida na vila, a maioria conquistada pelo conhecimento de mundo que tem dos livros que insiste em ler (e que a fazem tão singular nessa cidadezinha), e a possibilidade de um casamento com Gastón, o cara mais bonito da cidade, porém, bastante limitado intelectualmente. Bela é capaz de abrir mão da própria liberdade em prol do pai idoso e debilitado. Presa no castelo, ela começa a conhecer melhor a Fera bruta e grosseira que vive ali e vai descobrindo que há muito mais por baixo daquela imagem animalesca. Mantendo-se fiel aos seus ideais, à sua palavra, ao amor pela sua família, Bela vem para (re)conquistar todos os corações!

E vocês?! Ansiosos pela estreia?! Eu estou contando os minutos! No nosso próximo papo a gente conversa um pouco sobre o filme e as expectativas 😉

Xoxo.

- Publicidade -
- Relacionados -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Dora e a Cidade Perdida | Crítica

  A adaptação do desenho interativo Dora, a Aventureira, exibido no começo dos anos 2000 pelo canal Nickelodeon poderia ter seguido...

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio | Crítica

Apostar em mais um capítulo da franquia Exterminador do Futuro é uma atividade que tem se mostrado perigosa nos últimos anos, que o diga Emilia Clarke...

Zumbilândia: Atire Duas Vezes | Crítica

10 anos se passaram desde o primeiro "Zumbilândia", que chegou aos cinemas com a proposta de trazer humor e violência para o universo dos...

Morto Não Fala | Crítica

Morto Não Fala, terror baseado no conto de Marco de Castro, é o filme de estreia de Dennison Ramalho. Com uma carreira já extensa...

Projeto Gemini | Crítica

Projeto Gemini passou por diversos cineastas até que pudesse cair nas mãos de Ang Lee. O diretor vencedor do Oscar por "O Segredo de...
- Filmes recomendados -



More Articles Like This

- Publicidade -