Renascimento: Panini anuncia títulos da nova fase da DC no Brasil

Depois de quase um ano de espera, leitores e fãs dos quadrinhos e super-heróis da DC Comics finalmente terão a fase do Renascimento publicada no Brasil.

Leia também:

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao...
Paulo Cavalcante
Paulo Cavalcantehttp://www.cafedeideias.com
Professor, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a sétima arte e a dramaturgia para as diferentes telas.

Ilustração de capa da edição de Liga da Justiça para o Renascimento DC (Reprodução/DC Comics)
Ilustração de capa da edição de Liga da Justiça para o Renascimento DC (Reprodução/DC Comics)

A Panini divulgou nesta terça-feira (21) em seu hotsite as novidades da nova fase da DC que serão publicadas no Brasil. O Rebirth – ou Renascimento, como será chamado por aqui – é um reboot nas publicações dos heróis. Nesta nova fase, que chega após o término dos Novos 52, as revistas foram zeradas – exceto as edições de “Detective Comics” e “Action Comics”, que mantém a numeração.

Os destaques do Renascimento no Brasil são edições do Superman e do Batman, que seguem como carro chefe da DC no país. Outra novidade é o retorno de uma revista exclusiva para a Mulher Maravilha, que há trinta anos não possuía um título só seu em terras tupiniquins. Segundo a Panini, além das publicações divulgadas, mais duas devem ser anunciadas nos próximos meses (maio e junho).

- Publicidade -

Confira abaixo as novidades.

Mulher Maravilha

Capa de "Wonder Woman" #1 (Reprodução/DC Comics)
Capa de “Wonder Woman” #1 (Reprodução/DC Comics)

A Mulher Maravilha (“Wonder Woman”) agora terá uma revista só sua no Brasil. Em 52 páginas, as edições mensais são comandadas por Greg Rucka (“Gotham DPGC”) e pelos desenhistas Liam Sharp (“Hulk”) e Nicola Scott (“Terra 2”), onde prometem revelar as verdades escondidas no passado e presente da Princesa Amazona.

Superman e Action Comics

Pelas mãos de Peter J. Tomasi e Patrick Gleason (“Batman e Robin”), o título Superman chega no Brasil em edições mensais de 52 páginas, trazendo um homem de aço vindo de antes da fase dos Novos 52, proveniente de uma linha temporal pós-crise. O Superman terá de lidar com um mundo desconhecido, novos inimigos e com a sua família – ele agora é pai.

Capa de "Superman" #1 variante (Reprodução/DC Comics)
Capa de “Superman” #1 variante (Reprodução/DC Comics)

Já na Action Comics, Patrick Zircher (“Fim dos Tempos”), Tyler Kirkham (“Terra 2”) e Stephen Segovia (“Capuz Vermelho e os Foragidos”) trazem edições mensais de 52 páginas  mostrando como o Superman pré-novos 52 está lidando com o seu arquiinimigo Lex Luthor carregando o status que o super-herói da DC por tanto tempo portou.

Batman e Detective Comics

Tom King (“Asa Noturna”) e o ilustrador David Finch (“Mulher Maravilha”) apresentam o novo herói de Gotham City nas 52 páginas de Batman. Enquanto isso, James Tynion IV (“Batman Eterno”) e Eddy Barrows (“Novos Titãs”) são os responsáveis por Detective Comics, que chega também em edições mensais de 52 páginas, com Gotham ameaçada por um vilão que o homem-morcego não consegue conter por conta própria, necessitado da ajuda da Batwoman e sua turma de cadetes.

Capa de "Justice League" #1 variante (Reprodução/DC Comics)
Capa de “Justice League” #1 variante (Reprodução/DC Comics)

Liga da Justiça

Bryan Hitch, responsável pela minissérie LJA (Liga da Justiça da América) que chega ao fim nesse mês no Brasil em sua 10ª edição pela Panini, assume junto com Tony Daniel (“Batman”) a maior equipe de super-heróis da DC numa trama de crise que pode custar caro para a população do planeta Terra. Em 52 páginas, a revista mensal publicará o título “Justice League”.

Lanternas Verdes

O título Lanternas Verdes será mais robusto que as demais publicações anunciadas do Renascimento da DC. As edições mensais terão 92 páginas e trarão duas histórias da DC – “Green Lanterns” e “Hal Jordan and the Green Lantern Corps”.

Capa de "Green Lanterns" #1 (Reprodução/DC Comics)
Capa de “Green Lanterns” #1 (Reprodução/DC Comics)

Originalmente, as publicações do “Rebirth” são publicadas nos EUA em edições quinzenais; no Brasil, a Panini ainda não confirmou mas pela quantidade de páginas das revistas, tudo indica que mensalmente os leitores receberão o equivalente a duas edições das publicações americanas.

Por fim, a Panini também confirmou que todas as revistas do Renascimento terão miolo em papel LWC, que entrega ao leitor não só um papel de maior qualidade, mas também uma impressão mais detalhadas, com cores mais vivas. A promessa é que essa nova fase da DC chegue às bancas brasileiras em abril. Antes disso, ainda nesse mês de março, a Panini lança uma edição especial intitulada “Universo DC: Renascimento”, que introduz o “Rebirth” ao público do país.

- Publicidade -
- Relacionados -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Azougue Nazaré | Crítica

Uma terra com uma vasta variedade de culturas que culminam em diferentes religiões, o Brasil vem perdendo suas raízes...

As Panteras | Crítica

Hollywood fez mais uma vítima na sua não tão nova moda de reciclar franquias - a saudosa série As Panteras ("Charlie's Angels") ganhou uma...

Ford vs Ferrari | Crítica

A principal lição que se pode tirar do novo filme de James Mangold, é que não há nada que não fique 100% melhor com a...

Dora e a Cidade Perdida | Crítica

  A adaptação do desenho interativo Dora, a Aventureira, exibido no começo dos anos 2000 pelo canal Nickelodeon poderia ter seguido um caminho bem diferente e...

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio | Crítica

Apostar em mais um capítulo da franquia Exterminador do Futuro é uma atividade que tem se mostrado perigosa nos últimos anos, que o diga Emilia Clarke...
- Filmes recomendados -


More Articles Like This

- Publicidade -