Mulher Maravilha: pinturas que contam origem das Amazonas são reveladas

Artista revelou em seu Facebook como foi o processo criativo das pinturas que contaram a história de Themyscira no filme da Mulher Maravilha.

Leia também:

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao...
Paulo Cavalcante
Paulo Cavalcantehttp://www.cafedeideias.com
Professor, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a sétima arte e a dramaturgia para as diferentes telas.

Zeus mata Ares em cena de "Mulher-Maravilha" (Foto: Reprodução/Facebook Houston Sharp)
Zeus mata Ares em cena de “Mulher-Maravilha” (Foto: Reprodução/Facebook Houston Sharp)

Mulher Maravilha está bombando nos cinemas e promete deixar suas marcas quando se trata do universo cinematográfico dos super-heróis. Um dos grandes destaques no longa que está em cartaz é a forma com a diretora Patty Jenkins decidiu contar a história das Amazonas.

 

- Publicidade -

Numa espécie de “era uma vez”, Hipólita conta para a jovem Diana como Ares afetou a ordem entre os Deuses do Olimpo e a criação das Amazonas. Para o espectador, tudo é mostrado através de pinturas em movimentos, numa estética diferente do resto do filme. Um dos responsáveis pelas pinturas, Houston Sharp divulgou nesta semana as pinturas usadas nesta cena.

“Cada painel foi pintado separadamente e depois juntamos todos em uma grande pintura. Nós tentamos demonstrar aquela característica clássica de pintura a óleo, mas ao mesmo tempo algo fácil para os animadores trabalharem (o que significava manter tudo em suas próprias camadas, pintar atrás de figuras, etc.)”, explicou o artista. “Levou muito planejamento e coordenação entre vários artistas, mas valeu o desafio”, concluiu Sharp em uma postagem em seu Facebook.

Confira as imagens na galeria abaixo:

- Publicidade -
- Relacionados -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Morto Não Fala | Crítica

Morto Não Fala, terror baseado no conto de Marco de Castro, é o filme de estreia de Dennison Ramalho....

Projeto Gemini | Crítica

Projeto Gemini passou por diversos cineastas até que pudesse cair nas mãos de Ang Lee. O diretor vencedor do Oscar por "O Segredo de...

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta Ang Lee estrelado por um...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às 18h com a presença do...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao público para acontecer. Sem apoio...
- Filmes recomendados -



More Articles Like This

- Publicidade -