CCXP 2017: confira lista de quadrinistas confirmados na convenção

    Quadrinistas conhecidos dos fãs de HQs como Glenn Fabry, Nicola Scott, Ben Templesmith, Bernard Chang e o brasileiro Carlos Ruas estarão na CCXP 2017.

    CCXP 2017 (Foto: Divulgação)
    CCXP 2017 (Foto: Divulgação)

    Aos poucos a produção da Comic Con Experience vai divulgando as atrações para a CCXP 2017. Até a semana que antecede a convenção mais convidados vão sendo anunciados e os quadrinistas são fortes nomes que chamam a atenção do público geek que consome os quadrinhos, principalmente das grandes editoras americanas como a Marvel e a DC.

    Confira a lista de quadrinistas confirmados até agora como atrações da CCXP 2017 (este post será atualizado até o dia do evento):

    Arthur Adams

    Arthur Adams destaca-se no mundo das HQs desde 1985 com a série Longshot, da Marvel Comics, e rapidamente tornou-se colaborador e co-criador de diversas histórias, como Batman, Superman, Spiderman, X-Men, Godzilla, Vampirella, Rocketeer, The Authority, Danger Girl, Excalibur e Hulk. Em 1987 ilustrou o Gumby Summer Fun Special #1, que lhe rendeu o Eisner Awards na categoria Best Single Issue. Em 1993, o artista publicou sua aclamada obra de ficção científica Monkeyman and O’Brien pelo selo Legend, da editora Dark Horse Comics. No Legend, Adams também lançou histórias do personagem Jonni Future em uma antologia. As histórias de Jonni Future em oito páginas foram publicadas pelo selo Wildstorm (DC Comics) na antologia Tom Strong’s Terrific Tales(2002-2004).

    Arthur também desenhou capas memoráveis de diversos títulos, como Justice League of America, Appleseed, Buffy the Vampire Slayer, Green Lantern, Hulk, Avengers, X Men, Red Sonja, Superman, Batman e Vampirella, entre outros, além de ter trabalhado nas linhas Ultimate, All New-X-Men, Ms. Marvel, Avengers World e as oito capas variantes (e interconectadas) de Pecado Original – todos da Marvel, além de fazer as capas de Guardiões da Galáxia e diversas obras da linha Marvel U.

    Capa de X-Men: The Asgardian Wars, criada por Adams (Divulgação/CCXP)
    Capa de X-Men: The Asgardian Wars, criada por Adams (Divulgação/CCXP)

    Joyce Chin

    Joyce Chin está no mercado de HQs desde 1995, quando desenhou Guy Gardner: Warrior para a DC Comics. Passando por diversas editoras, desenhou números de Vampirella, Xena e Superman: Silver Banshee, Spider-Man, Hulk, Tomb Raider e Red Sonja, além do cross-over entre as editoras Top Cow e Dynamite Entertainment, chamado de Monster War. Joyce também desenhou capas para Marvel e DC de personagens e séries, como Mulher Maravilha, X-Men, Ms. Marvel, Capitão América e Homem de Ferro.

    Arthur Adams e Joyce Chin (Foto: Divulgação/CCXP)
    Arthur Adams e Joyce Chin (Foto: Divulgação/CCXP)

    Ariel Olivetti 

    O artista é conhecido em seu país como co-criador da série cômica de HQs Cazador de Aventuras, publicado entre 1992 e 2001. No exterior, Olivetti trabalhou para as gigantes Marvel e DC Comics em títulos como Demolidor, X-Men, Space Ghost, Punisher War Journal e mais recentemente em Venom: Space Knight, série solo do simbionte Venom, como parte das novas HQs da Marvel.

    Ariel Olivetti (Divulgação/CCXP)
    Ariel Olivetti (Divulgação/CCXP)

    Suas primeiras publicações foram para a prestigiada revista de quadrinhos independentes Fierro e seu primeiro trabalho fora da Argentina foi em The Last Avengers Story, publicado pela Marvel Comics em 1995 nos Estados Unidos. O quadrinista trabalhou ainda em títulos como Mística e Dentes-de-Sabre (Marvel – 1996), além de Lanterna Verde (2003) e Batman: Lendas do Cavaleiro das Trevas(2006) para a DC Comics.

    Em 2006, assinou um contrato de exclusividade com a Marvel Comics para a produção do segundo volume de Punisher War Journal. É ainda co-fundador da Editora Dícese, onde se dedica a espalhar o talento argentino ligado ao mundo dos quadrinhos, ilustração e escultura; desenvolvendo uma coleção bilíngue de tutoriais de arte de renomadas referências locais. Atualmente, está trabalhando em Space Ghost para a DC Comics.

    Paul Azaceta

    Azaceta iniciou sua carreira na Marvel Comics com a criação dos desenhos de Capitão Marvel. Desde então, trabalhou em diversas obras da editora como O Espetacular Homem-AranhaDemolidor e Conan. Também participou da criação de dois livros de Mark SableGraveyard of Empires e Grounded, ainda não lançados no Brasil.

    Em seguida, o artista assumiu o seu primeiro trabalho no segmento de terror com Outcast, HQ de exorcismo escrita por Robert Kirkman (The Waking Dead), que foi adaptada para uma série de TV pelo canal Cinemax e já teve duas temporadas.

    Carlos Ruas

    Nascido em Niterói, Rio de Janeiro, Carlos Ruas criou o blog Um Sábado Qualquer em 2009 aos 23 anos, com humor e livre de preconceitos para falar de um assunto polêmico: religião. Atualmente, as webtiras – tirinhas disponíveis apenas em meios virtuais – do blog são as mais acessadas do país, com mais de 2,8 milhões de leitores no Facebook e 116 mil seguidores no Instagram. O formato ganhou notoriedade em 2012, quando o artista ganhou o Troféu HQMIX – o Oscar dos quadrinhos no Brasil – na primeira edição do prêmio que contou com a categoria de tiras virtuais.

    Com três livros publicados, o quadrinista estreou um canal de animação no YouTube em 2014 e já conta com 220 mil inscritos e mais de 12 milhões de views. Em 2015, o livro ÊXODO: Nos bastidores da bíblia ganhou o 32° Troféu Angelo Agostini, e em 2016 ele criou os novos personagens Cães e Gatos, ganhando uma nova legião de leitores.

    Glenn Fabry

    Sua carreira começou em 1985 desenhando Slaine para a 2000 AD, com o escritor Pat Mills, com quem trabalhou também na tira de jornal Scatha em 1987. Seu trabalho seguiu em CrisisRevolver and Deadline e, em 1991, assumiu a pintura das capas de Hellblazer, então escrito por Garth Ennis.

    Continuou o trabalho com Ennis ilustrando capas da série Preacher, da Vertigo, obra que deu origem à série de TV homônima lançada em 2016, além de The Authority e Thor. Em 2003, Fabry desenhou uma história na antologia de Neil GaimanEndless Nights, e em 2005 trabalhou na adaptação de quadrinhos da série de TV de Gaiman, Neverwhere, com o escritor Mike Carey.

    Glenn também trabalhou em BatmanBloodshotCreepyMad MagazineDeadpool e muito mais. Seus projetos atuais incluem obras para Neil Gaiman em American Gods e para o diretor Duncan Jones, no novo livro e filme Mute.

    Bernard Chang

    Chang começou sua carreira em 1992 sob a tutela do lendário Bob Layton, escritor e editor da Marvel Comics em títulos como Homem de Ferro e Hercules. Já em seu primeiro ano, foi eleito pela revista The Assistant como um dos 10 melhores artistas daquele ano por seu trabalho em The Second Life of Dr. Mirage para Valiant Comics. Também foi indicado ao prêmio Russ Manning como artista revelação.

    Quatro anos depois, ainda na Valiant, ilustrou livros para a Marvel e DC Comics, incluindo X-Men, New Mutants, Cable, Deadpool, Superman, Supergirl e Wonder Woman.

    De 1997 a 2001, Chang foi um dos designers do conceito de “Blue Sky”, projeto destinado a promover as novas atrações da Walt Disney Imagineering, responsável pela criação, design e construção dos parques temáticos da Disney. Seus projetos incluíram a nova marca da Disney MGM Studios, os jogos interativos para os 100 anos de celebração mágica, bem como o pavilhão de animação (California Adventure), o parque Piratas do Caribe: Batalha pelo ouro (Disneyquest), entre outros. Todos os projetos receberam prêmios Thea Awards de melhores atrações.

    Atualmente, é o artista Batman Beyond da DC Comics, escrito por Dan Jurgens e com arte-final do brasileiro Marcelo Maiolo.

    Bernard Chang (Divulgação/CCXP)
    Bernard Chang (Divulgação/CCXP)

    Ben Templesmith

    Templesmith é um artista australiano conhecido no mercado americano de HQs, e entre seus trabalhos mais marcantes, estão: Fell, escrito por Warren Ellis e publicado pela Image Comics30 Days of Night, obra de Steve Niles e publicada pela IDW, que posteriormente virou um longa homônimo, e Gotham By Midnight, com Ray Fawkes para a DC Comics.

    O quadrinista é graduado em Design pela Curtin University e Cartoon and Graphic Art pela Australian College of Journalism, e já foi nomeado ao Eisner Awards – o Oscar dos Quadrinhos – por três anos consecutivos em diversas categorias. Além disso, criou capas de livros, manuais de jogos, pôsteres de filmes e outras artes conceituais.

    Ben Templesmith (Divulgação/CCXP)
    Ben Templesmith (Divulgação/CCXP)

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Deixe seu comentário
    Por favor, digite seu nome aqui