Com filmes premiados, X Janela Internacional de Cinema anuncia programação

Sessões únicas dos elogiados Me Chame Pelo Seu Nome e 120 Batimentos Por Minuto e filmes inéditos no Brasil compõe programação de 120 produções no festival.

Alguns dos filmes que serão exibidos no X Janela Internacional de Cinema do Recife (Foto: Reprodução)
Alguns dos filmes que serão exibidos no X Janela Internacional de Cinema do Recife (Foto: Reprodução)

Em sua 10ª edição, o Janela Internacional de Cinema do Recife anunciou nesta terça-feira (31) a sua programação. O festival irá exibir mostras competitivas e especiais de longas e curtas-metragem, filmes clássicos, programas especiais e oficinas nos dez dias em que acontece na cidade do Recife, com exibições no Cinema São Luiz e no Cinema do Museu.

Entre os destaques, o X Janela Internacional de Cinema do Recife traz em sua abertura, como parte da mostra especial, o aguardado longa Me Chame Pelo Seu Nome (“Call Me By Your Name”), de Luca Guadagnino. O filme retrata a relação de um jovem com um rapaz mais velho que passará o verão na casa de praia dos seus pais. Nós já conferimos o filme no Festival do Rio, onde todos os ingressos para a exibição foram esgotados – confira nossa crítica.

A Mostra Especial ainda exibe um dos grandes vencedores do Festival de Cannes neste ano – 120 Batimentos Por Minuto (“120 Battements Par Minute”). O filme ganhou cinco prêmios, incluindo o Prêmio do Júri e a Palma Queer, e ganhará exibição em sessão única no Cinema do Museu. Em circuito comercial, assim como “Me Chame Pelo Seu Nome”, só estreia nos cinemas em janeiro de 2018. Entre os brasileiros, o filme Açúcar, estrelado pela atriz Maeve Jinkings e dirigido por Renata Pinheiro (“Amor, Plástico e Barulho”) e Sergio Oliveira (“Sangue Azul”), também passará pelo Janela. O filme foi exibido recentemente em competição no Festival do Rio e por aqui ganhará exibição com direito a debate.

A Mostra Competitiva traz filmes inéditos no circuito comercial e, segundo o release oficial do festival, com uma seleção “pautada no interesse pela singularidade dos filmes e com atenção especial a realizadores em seus primeiros, segundos ou terceiros longas-metragens”. Dentre eles, As Boas Maneiras, horror estrelado por Isabél Zuaa e Marjorie Estiano e dirigido por Juliana Rojas e Marco Dutra. O filme, cujo trailer tem um forte apelo psicológico, foi eleito melhor filme no 19° Festival do Rio e recebeu o prêmio especial do júri no Festival de Locarno, na Suíça. A mostra ainda estreia quatro filmes que permanecem inéditos no Brasil e serão exibidos primeiro no Janela, em competição: Que o Verão Nunca Mais Volte (“Let The Summer Never Come Again”, Alemanha/Geórgia), primeiro longa do georgiano Alexandre Koberidze, exibido na Semana da Crítica do Festival de Berlim 2017 e vencedor do principal prêmio do FID Marseille (França); O Gênero (“The Genre”, Rússia), de Klim Kozinsky; O Peixe (“El Pez/The Fish”, França/México), de Martin Verde e A Noite (“La Noche”, Argentina), de Edgardo Castro, elogiado na competição do Bafici 2016, em Buenos Aires, onde ganhou o Prêmio Especial do Júri.

A famosa mostra Clássicos do Janela tem como temática neste ano os filmes com protagonismo feminino. “A representação habitual do herói masculino não faz parte de nenhum dos filmes, que em troca apresenta personagens femininas, ou noções de feminilidade que comandam cada filme nos mais variados tons e estilos de representação”, avisa o Janela. Entre os longas que serão exibidos estão o horror Suspiria (1977), de Dario Argento; Aliens, o Resgate (1986), estrelado por Sigourney Weaver e dirigido por James Cameron; Contatos Imediatos de Terceiro Grau (1977), ficção-científica de Steven Spielberg e Pink Flamingos (1972), clássico trash de baixo orçamento dirigido por John Waters, sendo este último exibido na abertura do Janela Internacional de Cinema do Recife, no próximo dia 3 de novembro.

Os ingressos para o X Janela Internacional de Cinema do Recife serão vendidos por R$6 (longas) e R$3 (curtas) e estarão disponíveis online através da plataforma Sympla com acréscimo de R$2 por ingresso (taxa da plataforma) a partir das 8h da manhã desta quarta-feira (1°/11), apenas para as sessões no Cinema São Luiz. As vendas antecipadas na bilheteria do São Luiz acontecem a partir da quinta-feira (02/11) com guichê aberto das 15h às 20h. Os ingressos serão vendidos até 30 minutos antes de cada sessão ou até o lote esgotar, o que acontecer primeiro, seguindo a cota –  50% dos ingressos reservados para venda online e 50% para venda física.

Confira a programação completa do X Janela Internacional de Cinema do Recife:

SEXTA (3)

Cinema São Luiz
16h | L.A. REBELLION: Filhas do pó, de Julie Dash – 123 min
18h15 | ESPECIAL: Me chame pelo seu nome, de Luca Guadagnino – 132 min
21h | FILME DE ABERTURA: Zama, de Lucrecia Martel – 115 min
23h45 | CLÁSSICOS: Pink Flamingos, de John Waters – 93 min

Cinema do Museu
16h | ABERTURA CLÁSSICOS: Victor Victoria, de Blake Edwards – 133 min
18h30 | CLÁSSICOS: Suspiria, de Dario Argento – 100 min

SÁBADO (4)

Cinema São Luiz
11h | L.A. REBELLION: O matador de Ovelhas, de Charles Burnett – 83 min
13h45 | CLÁSSICOS: Garota Negra, de Ousmane Sembène – 65 min
15h10 | ESPECIAL: A trama, de Laurent Cantet – 114 min + debate
17h50 | L.A. REBELLION: Bush Mama, de Haile Gerima – 97 min
20h | ESPECIAL: Gabriel e a Montanha, de Fellipe Gamarano Barbosa – 130 min + debate
23h | CLÁSSICOS: Aliens, o resgate, de James Cameron – 137 min

Cinema do Museu
11h | UM ENCONTRO COM LUCRECIA MARTEL – 120 min
13h50 | CINELATINO: Pequenas Historias da América Latina – 54 min
15h | CLÁSSICOS: Jeanne Dielman, 23, Quai du Commerce, de Chantal Akerman – 201 min + Surpresa
18h40 | LUCRECIA MARTEL: O pântano – 103 min + apresentação
20h45 | ESPECIAL: Modo de produção, de Dea Ferraz, 75 min + debate

DOMINGO (5)

Cinema São Luiz
11h | CLÁSSICOS: Tudo que o céu permite, de Douglas Sirk – 89 min
14h30 |L.A. REBELLION: Curtas 1: Corra! – 75 min
16h10 | CLÁSSICOS ESPECIAL: Contatos imediatos de terceiro grau, de Steven Spielberg, 135’
18h50 | COMPETITIVA CURTAS NACIONAL 1: Em caso de fim do mundo – 84 min + debate
21h | COMPETITIVA LONGAS: As boas maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra – 121 min

Cinema do Museu
11h | UM ENCONTRO COM LAURENT CANTET – 120 min
14h30 | CLÁSSICOS: Uma canta, a outra não, de Agnès Varda – 120 min
16h45 | COMPETITIVA LONGAS: Baronesa, de Juliana Antunes – 73 min
18h15 | ESPECIAL: Camocim, de Quentin Laroche – 76 min + debate
20h15 | CLÁSSICOS: As lágrimas amargas de Petra Von Kant, de Rainer Werner Fassbinder – 124 min

SEGUNDA (6)

Cinema São Luiz
13h30 | COMPETITIVA LONGAS: Verão 1993, de Carla Simón – 97 min
15h30 | COMPETITIVA CURTAS NACIONAL 2: Tomar os Tronos – 82 min + debate
17h40 | ESPECIAL: Série Fãtásticos (work in progress) / Piloto: Mancupium, de André Pinto e Henrique Spencer – 48 min
19h | ESPECIAL: Açúcar, de Renata Pinheiro e Sergio Oliveira – 100 min + debate
21h30 | ESPECIAL: O nó do diabo, de Ramon Porto Mota, Ian Abé, Gabriel Martins e Jhésus Tribuzi – 124 min

Cinema do Museu
14h | COMPETITIVA CURTAS NACIONAL 1: Em caso de fim de mundo – 84 min
15h40 | Reprise COMPETITIVA LONGAS: As boas maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra – 135 min
18h10 | L.A. REBELLION: Dando um rolê, de Larry Clark – 105 min
20h10 | COMPETITIVA CURTAS INTERNACIONAL: O Peixe, de Martin Verdet- 82 min + debate

TERÇA (7)

Cinema São Luiz
13h50 | COMPETITIVA CURTAS INTERNACIONAL 2: O Diabo, provavelmente – 76 min
15h30 | LUCRECIA MARTEL: A Menina Santa – 106 min
17h40 | COMPETITIVA CURTAS NACIONAL 3: Se essa rua fosse minha – 78 min + debate
19h45 | COMPETITIVA LONGAS: Que o verão nunca mais volte, de Alexandre Koberidze – 202 min + debate

Cinema do Museu
14h40 | Reprise COMPETITIVA CURTAS NACIONAL 2: Tomar os Tronos – 82 min
15h50 | L.A. REBELLION: Curtas 2: Nesse meio tempo – 81 min
18h | ESPECIAL: Pela Janela, de Caroline Leone – 96 min + debate
20h30 | TOCA O TERROR: Curtas Brasileiros – 82 min

QUARTA (8)

Cinema São Luiz
13h50 | COMPETITIVA CURTAS INTERNACIONAL 3: Arregace as mangas – 79 min
15h40 | COMPETITIVA CURTAS NACIONAL 4: Nada será como antes – 80 min + debate
17h45 | L.A. REBELLION: O Cavalo, de Charles Burnett, 14 min + Assim na Terra como no Céu, de Larry Clark, 52 min + debate
19h15| ESPECIAL: Em Nome da América, de Fernando Weller – 96 min + debate
21h40| ESPECIAL: Vacancy, de Matthias Müller – 16 min + COMPETITIVA LONGAS: Era uma vez Brasilia, Adirley Queiroz – 140 min + debate

Cinema do Museu
14h20 | Reprise COMPETITIVA CURTAS NACIONAL 3: Se essa rua fosse minha – 78 min
16h | COMPETITIVA LONGAS: O gênero, de Klim Kozinsky – 61 min
17h15 |reprise COMPETITIVA LONGAS: O Peixe, de Martin Verdet – 82 min
18h50| reprise COMPETITIVA LONGAS: Verão 1993, de Carla Simón – 97 min
20h45 | Reprise CLÁSSICOS: Tudo que o céu permite, de Douglas Sirk – 89 min

QUINTA (9)

Cinema São Luiz
14h | COMPETITIVA CURTAS INTERNACIONAL 4: De caravela ou ovni – 79 min
16h |COMPETITIVA LONGAS: A fábrica de nada, de Pedro Pinho – 177 min
19h20| ESPECIAL: A moça do calendário, de Helena Ignez – 86 min + debate
21h40| ESPECIAL: Animal Cordial, de Gabriela Amaral Almeida – 98 min + debate

Cinema do Museu
15h | Reprise COMPETITIVA LONGAS: Era uma vez Brasilia, de Adirley Queiroz – 100 min
17h | Reprise COMPETITIVA CURTAS NACIONAL 4: Nada será como antes – 80 min
18h40| Reprise L.A. REBELLION: Filhas do Pó, de Julie Dash – 105 min
20h40| COMPETITIVA LONGAS: A noite, de Edgardo Castro – 135 min

SEXTA (10)

Cinema São Luiz
14h | reprise CLÁSSICOS: Uma canta, a outra não, de Agnès Varda – 120 min
16h |reprise COMPETITIVA LONGAS: O peixe, de Martin Verdet – 82 min
18h10 | reprise CLÁSSICOS: Victor Victoria, de Blake Edwards – 133 min
20h50 | ESPECIAL Leona Assassina Vingativa – 11min + COMPETITIVA LONGAS: Jovem Mulher, de Léonor Seraille – 97 min
23h15 | reprise CLÁSSICOS: O cozinheiro, o ladrão, sua mulher e o amante, de Peter Greenaway – 124 min

Cinema do Museu
15h | CINELATINO: Occitanie – 96 min
17h | reprise COMPETITIVA LONGAS: O gênero, de Klim Kozinsky – 61 min + Curta Armageddon 2 – 5 min
18h30 | LUCRECIA MARTEL: A mulher sem cabeça – 87 min
20h20 | L.A. REBELLION: Cinzas e brasas, de Haile Gerima – 129 min

SÁBADO (11)

Cinema São Luiz
10h | Tour pelo cinema São Luiz
11h | ESPECIAL: 66 cinemas, de Philipp Hartmann – 98 min + debate
14h20 | reprise L.A. REBELLION: O matador de ovelhas, de Charles Burnett – 83 min
16h10 | CACHAÇA CINEMA CLUBE: Etéia, a extraterrestre em sua aventura no Rio – 93 min
18h15 | ESPECIAL: Invisível, de Pablo Giorgelli – 87 min + debate
20h30 | ESPECIAL: Arábia, de Affonso Uchoa e João Dumans – 97 min + debate
23h | Reprise CLÁSSICOS: Suspiria, de Dario Argento + curta Figuras impossíveis e outras histórias 2 – 100 min

Cinema do Museu
14h | ESPECIAL: Pela Janela, de Caroline Leone – 96 min
15h15 | ESPECIAL: 120 batimentos por minuto – 144 min
18h30 | ESPECIAL: Prelúdio da Fúria, de Gilvan Barreto – 60 min + debate “Caça e censura às artes”
20h30 | reprise COMPETITIVA LONGAS: Jovem Mulher, de Leonor Seraille – 97 min

DOMINGO (12)

Cinema São Luiz
11h | ESPECIAL: Cinema, Aspirinas e Urubús, de Marcelo Gomes – 99 min + apresentação
15h | reprise COMPETITIVA LONGAS: Baronesa, de Juliana Antunes – 73 min
15h45 | CLÁSSICOS ESPECIAL: Vá e Veja, de Elem Klimov Peter Brook – 137 min
18h30 | ESPECIAL: Todos os Paulos do mundo, de Gustavo Ribeiro e Rodrigo Oliveira – 80 min + apresentação
20h30 | ENCERRAMENTO: Vendo/ouvindo 6min + CLÁSSICOS: Protéa – 50 min

Cinema do Museu

14h | L.A. REBELLION: O casamento do meu irmão, de Charles Burnett – 115 min
16h10 | ESPECIAL CURTAS BRASIL: 3 maneiras de dizer não – 67 min + debate
18h | reprise COMPETITIVA LONGAS: A noite, de Edgardo Castro – 135 min
20h30 | reprise L.A. REBELLION: Bush Mama, Haile Gerima – 97 min

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui