Harvey Weinstein produziu "A Dama de Ferro", que rendeu um Oscar a Meryl Streep (Foto: Reprodução)
Harvey Weinstein produziu “A Dama de Ferro”, que rendeu um Oscar a Meryl Streep (Foto: Reprodução)

Artistas de Hollywood tem se unido nos últimos dias para denunciar o produtor norte-americano de cinema Harvey Weinstein por abuso e assédio sexual. Co-fundador da Miramax Films, foi demitido da própria empresa após as denúncias repercutirem na mídia.

A notícia foi ao ar no The New York Times no último dia 5 de outubro, e atrizes como Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow deram declarações afirmando também terem sido assediadas por Weinstein.

A reportagem investigativa do jornal americano traz uma entrevista com a atriz Ashley Judd, que disse ter sido atraída por Weinstein até um hotel onde teriam encontro de negócios. Chegando lá, foi levada até o quarto do produtor, que a esperava vestindo um roupão e segundo a atriz, teria a perguntado se poderia lhe fazer uma massagem ou assisti-lo tomando banho.

O The New Yorker também divulgou mais materiais denunciando os atos inapropriados do produtor americano. A atriz Lucia Evans disse em entrevista que foi obrigada a fazer sexo em Weinstein, que puxou a cabeça da moça em direção ao seu pênis, que estava para fora da calça. “Eu disse várias vezes, ‘eu não quero fazer isso, pare, não faça isso’. Eu tentei fugir, mas talvez não tenha tentado o suficiente. Não queria chutá-lo nem lutar contra ele. Ele é um cara grande. Ele me dominou. Eu simplesmente desisti de lutar. Essa é a parte mais horrível, e é por isso que ele conseguiu fazer isso por tanto tempo para tantas mulheres: as pessoas desistem e então sentem que é sua culpa”, revelou.

A atriz Asia Argento (“Triplo X”) também deu o seu relato. Segundo ela, Weinstein puxou sua saia e fez sexo oral nela. “Ele me aterrorizou, e ele era tão grande”, disse. “Não parava. Foi um pesadelo”. Argento admite que, encurralada, viu como sua única opção permitir que Weinstein continuasse apenas para que o encontro pudesse terminar, já que ela era incapaz de se defender.

Asia Argento, de "Triplo X", também afirmou ter sido vítima do produtor Harvey Weinstein (Foto: Reprodução)
Asia Argento, de “Triplo X”, também afirmou ter sido vítima do produtor Harvey Weinstein (Foto: Reprodução)

As acusações não param por aí. Ainda na denúncia do The New York Times, Gwyneth Paltrow e Angelina Jolie se manifestaram e também confirmaram terem sido vítimas das atitudes de Weinstein.

“Eu era criança e fiquei paralisada”, disse Paltrow, que na época faria um de seus primeiros grandes papeis, em 1996, na adaptação de romance de Jane Austen para as telonas. Na época, Paltrow relatou o incidente a Brad Pitt, seu namorado na época. Ele confrontou Weinstein sobre seus avanços em Paltrow e Weinstein depois disse a ela para não contar a outras pessoas sobre o que acontecera. Pitt confirmou a história ao The New York Times. Paltrow continuou trabalhando com Weinstein, vindo a ganhar posteriormente um Oscar por “Shakespeare Apaixonado”, que ele produziu. No entanto, a atriz afirmou à publicação que as relações de negócios com o produtos se estreitaram.

Já Jolie se manifestou, afirmando ter passado por uma situação semelhante e diz ter preferido não trabalhar mais com o produtor. Segundo ela, Weinstein a teria intimidado num quarto de hotel durante o lançamento de “Corações Apaixonados”, de 1998. “Tive uma experiência ruim com Harvey Weinstein na minha juventude e, como resultado, escolhi nunca mais trabalhar com ele e alertar os outros quando eles fizeram”, disse a atriz em email ao The New York Times. “Esse comportamento em relação a mulheres em qualquer campo, qualquer país é inaceitável”.

O jornal americano afirma que dezenas de funcionários do produtor são testemunhas das ações inapropriadas de Harvey Weinstein, que teria feito acordos financeiros para calar suas vítimas.

Meryl Streep, que ganhou o Oscar e Globo de Ouro por sua atuação em “A Dama de Ferro”, filme produzido por Weinstein, apoiou as atrizes que o denunciaram. “As notícias vergonhosas sobre Harvey Weinstein decepcionaram aqueles de nós cujo trabalho ele defendeu e cujas causas dignas apoiou. As mulheres intrépidas que levantaram a voz para expor esse abuso são nossas heroínas”, disse a atriz em comunicado ao Huffington Post.

A atriz relembrou as acusações a Harvey e disse que não sabia do que estava acontecendo nos bastidores. “Eu não sabia sobre os acordos financeiros que ele fazia com atrizes e colegas; eu não estava ciente dos encontros que ele tinha em quartos de hóteis e banheiros e não sabia de quaisquer outros atos inapropriados e coercitivos. Se todo mundo soubesse que isso acontecia, eu não acredito que todos os jornalistas investigativos teriam demorado tanto para escrever sobre”, destacou.

A polêmica ainda envolve a sua grife Marchesa. Weinstein era acusado de favorecer a marca forçando as atrizes a usar as peças para favorecer Georgina Chapman, co-fundadora da grife e sua esposa. Segundo o The Hollywood Reporter, em 2005, Weinstein obrigou Felicity Huffman a vestir Marchesa no Tapete Vermelho de uma premiação, ou não divulgaria o longa “Transamerica”, que posteriormente rendeu a atriz um Globo de Ouro.

Felicity Huffman vestiu grife de Weinstein em troca de divulgação de filme que lhe rendeu um Globo de Ouro (Foto: Divulgação)
Felicity Huffman vestiu grife de Weinstein em troca de divulgação de filme que lhe rendeu um Globo de Ouro (Foto: Divulgação)

O mesmo teria acontecido com Siena Miller, que escolheu outra marca para usar no Globo de Ouro de 2007 mas foi aconselhada a vestir a grife de Weinstein e sua esposa, já que iria sentar na mesma mesa que eles. Esses episódios aconteceram, não por acaso, entre 2004 e 2007, ano em que houve um “boom” da marca Marchesa nos tapetes vermelhos das principais premiações cinematográficas de Hollywood.

À reportagem, Weinstein escreveu uma nota afirmando ter ciência de que sua atitude “causou muita dor (…) no passado”. “Eu sinceramente me desculpo por isso. Ainda que eu esteja tentando ser melhor, sei que tenho um longo caminho pela frente”, redigiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here