Crítica: Extraordinário

O talento de Jacob Tremblay rouba a cena mais uma vez nesse filme sensível e cativante que mostrar o quando o diferente pode ser extraordinário.

Extraordinário (Reprodução/Paris Filmes)
Extraordinário (Reprodução/Paris Filmes)

Baseado no livro de R. J. Palacio, Extraordinário (“Wonder”) traz Jacob Tremblay no papel de Auggie, um menino que sofre de uma rara síndrome que ocasionou uma deformação facial. Recentemente, o ator roubou corações quando apareceu na cerimônia do Oscar de 2016 – na ocasião ele só tinha 9 anos, quando fez o papel título de O Quarto de Jack (“Room”) que o rendeu diversas indicações e premiações.

Se em “O Quarto de Jack” Tremblay já mostrar a que veio, no novo filme ele surpreende ainda mais. Além do menino prodígio, temos Julia Roberts e Owen Wilson como pais do garotinho. O filme é extremamente sensível e traz inúmeras reflexões para uma sociedade tão pouco empática como a atual. Mais do que isso, o filme inova ao trazer as perspectivas não apenas de Auggie, que sofre com a síndrome, mas em como isso afeta as pessoas que o cercam, sobretudo sua irmã, Via, lindamente interpretada por Izabela Vidovic. Esse, no entanto, é um ponto de excelente ideia mas não tão boa execução, posto que deixa a sensação de que mais poderia ter sido explorado da relação mãe-filha.

Ao mesmo tempo em que traz diálogos delicados e frases que impactam o espectador, o filme busca reflexões sobre como enxergamos (e julgamos) os demais. Por muitas vezes encaramos o que é dito “diferente” sem nos preocuparmos em como aquilo pode (ou vai) afetar ou ainda o quanto encantador pode ser aquele que se destaca tanto que chama a atenção dos demais.

Com pitadas de humor e um elenco infantil maravilhoso, Extraordinário é exatamente isso, extraordinário. Uma aula de que o amor e a admiração surgem naturalmente, se cada um se deixar permitir sentir isso, entendendo que todas as relações dependem dos dois lados. A verdade é que “se tivermos que escolher entre estarmos corretos ou sermos gentis, devemos sempre escolher a segunda opção”. Inegavelmente, uma excelente pedida para toda a família!

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui