Natalie Portman sobre ‘Lady Bird’: ‘esperei 20 anos para ver este filme’

Greta Gerwig ainda explicou os princípios que a motivaram a filmar Lady Bird - A Hora de Voar.

Leia também:

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao...
Paulo Cavalcante
Paulo Cavalcantehttp://www.cafedeideias.com
Professor, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a sétima arte e a dramaturgia para as diferentes telas.

Natalie Portman e Greta Gerwig, diretora de Lady Bird - A Hora de Voar, em evento de divulgação do filme em Hollywood (Foto: Stewart Cook/Variety/Rex/Shutterstock)
Natalie Portman e Greta Gerwig, diretora de Lady Bird – A Hora de Voar, em evento de divulgação do filme em Hollywood (Foto: Stewart Cook/Variety/Rex/Shutterstock)

Depois de colocar a Associação de Jornalistas Estrangeiros em Hollywood numa saia justa por indicar apenas homens à categoria de Melhor Direção no Globo de Ouro 2018, a atriz Natalie Portman foi só elogios a Greta Gerwig, diretora de Lady Bird – A Hora de Voar, na última quinta-feira (18) em Hollywood.

“Eu só quero dizer o quão grata estou por este filme”, disse a vencedora do Oscar por “Cisne Negro”. “Eu quis ver esse filme nos últimos 20 anos e ninguém o tinha feito. Eu tenho esperado por isso. É apenas mágico”, declarou durante um evento de perguntas e respostas após uma exibição do filme para a Academia do Oscar e membros do sindicato.

- Publicidade -

+ Confira a crítica de “Lady Bird – a Hora de Voar”.

“Eu não sabia quantas [diretoras] haviam e não sabia o quão importante era, mas mesmo que eu não quisesse fazer obras assim, isso provocou algo em mim e me levou a fazer, eu preciso fazer isso”, disse Gerwig. Eu acho que as mulheres tendem a se concentrar em histórias de que os homens não têm o privilégio de ver, particularmente as coisas domésticas. ‘Jeanne Dielman’, esse filme é sobre fazer tarefas domésticas. Valorizamos a imagem de uma mulher fazendo algo além do trabalho doméstico. Havia algo além dessa intimidade de fazer o jantar ou fazer uma cama que fosse realmente interessante para mim. Parece que tinha todo esse mundo para ser explorado que havia sido em grande parte omitido”, explica a atriz e cineasta, sobre a ideia de dirigir Lady Bird – A Hora de Voar, filme que chega aos cinemas no dia 15 de fevereiro com distribuição da Universal Pictures.

Com informações da Variety.

- Publicidade -
- Relacionados -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Azougue Nazaré | Crítica

Uma terra com uma vasta variedade de culturas que culminam em diferentes religiões, o Brasil vem perdendo suas raízes...

As Panteras | Crítica

Hollywood fez mais uma vítima na sua não tão nova moda de reciclar franquias - a saudosa série As Panteras ("Charlie's Angels") ganhou uma...

Ford vs Ferrari | Crítica

A principal lição que se pode tirar do novo filme de James Mangold, é que não há nada que não fique 100% melhor com a...

Dora e a Cidade Perdida | Crítica

  A adaptação do desenho interativo Dora, a Aventureira, exibido no começo dos anos 2000 pelo canal Nickelodeon poderia ter seguido um caminho bem diferente e...

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio | Crítica

Apostar em mais um capítulo da franquia Exterminador do Futuro é uma atividade que tem se mostrado perigosa nos últimos anos, que o diga Emilia Clarke...
- Filmes recomendados -


More Articles Like This

- Publicidade -