Crítica: O Processo

Filme é um respiro mais do que necessário entre a acelerada rotina da defesa de Dilma e a vertigem provocada pelos seus acusadores.

Leia também:

Zumbilândia – Atire Duas Vezes chega às plataformas digitais

Zumbilândia - Atire Duas Vezes, longa estrelado por Woody Harrelson ("Venom"), Jesse Eisenberg ("A Rede Social"), Abigail Breslin ("Pequena Miss...

Riverdale volta com episódios inéditos no Warner Channel

Riverdale retorna nesta quarta-feira, 22 de janeiro, às 21h40 com episódios inéditos da quarta temporada no Warner Channel. Archie, Betty, Veronica e...

Oscar 2020 divulga indicados e tem dois brasileiros na disputa; veja a lista

O Oscar 2020 teve sua lista de indicados divulgada nesta segunda-feira (13) pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas....
Lais Rilda
Lais Rilda
Estudante de Rádio, TV e Internet e consequentemente apaixonada por audiovisual, passo a maior parte do tempo relacionando o que aprendo em sala de aula com o que vejo na vida real e na ficção.

O Processo (Reprodução/Vitrine Filmes)
O Processo (Reprodução/Vitrine Filmes)

O Processo, longa da brasiliense Maria Augusta Ramos, apresenta o cenário político do Brasil em 2016, que resultou no impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Sem abordagem direta de um entrevistador, o filme assume um caráter clássico do gênero documentário. As imagens são um registro da rotina de políticos em meio a construção de argumentos de defesa da presidenta.

- Publicidade -

Todas as falas do filme são fragmentos de reuniões, plenárias e votações que aconteceram na câmara dos deputados e no senado. A rotina intensa dos envolvidos pode ser sentida pelo espectador, que como eu, se decepcionam mais uma vez em meio ao “espetáculo político”, encenado por representantes de uma elite política retrógrada, machista e autoritária.

As passagens no filme entre as etapas do processo de impeachment são feitas a partir de transições textuais com informações que contextualizam o cenário político e servem como um respiro mais do que necessário entre a acelerada rotina da defesa de Dilma e a vertigem provocada pelos seus acusadores.

O legado de O Processo está na presença discursiva de uma minoria de representantes, que assim como a maioria do eleitorado brasileiro escolheram Dilma. Esse discurso não foi exibido com tamanha profundidade por nenhuma emissora de canal aberto durante o desenrolar do processo. Por isso, a importância do filme está no seu papel de derrubar a barreira do discurso único, ajudando na construção da memória social para as próximas gerações.

- Publicidade -
- Relacionados -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa | Crítica

Qual o termômetro de um bom filme? Se é entregar exatamente aquilo que uma parcela específica do público estava...

Bad Boys Para Sempre | Crítica

O astro Will Smith pode não ter tido muita sorte com seu longa anterior, Projeto Gemini, uma audaciosa produção do gênio Ang Lee que falhou em conquistar...

Zumbilândia – Atire Duas Vezes chega às plataformas digitais

Zumbilândia - Atire Duas Vezes, longa estrelado por Woody Harrelson ("Venom"), Jesse Eisenberg ("A Rede Social"), Abigail Breslin ("Pequena Miss Sunshine") e Emma Stone ("La...

Riverdale volta com episódios inéditos no Warner Channel

Riverdale retorna nesta quarta-feira, 22 de janeiro, às 21h40 com episódios inéditos da quarta temporada no Warner Channel. Archie, Betty, Veronica e seus amigos estão de volta no canal...

Um Lindo Dia na Vizinhança | Crítica

O público brasileiro pode não ser exatamente familiarizado com o programa infantil Mister Rogers' Neighborhood ou com seu personagem principal e apresentador, Fred Rogers,...
- Filmes recomendados -


More Articles Like This

- Publicidade -