‘Minha Vida é um Circo’ estreia em junho no Cinemax

Série filmada em oito países apresenta ao público o encantador universo circense numa coprodução entre HBO Latin America e BigBonsai.

Minha Vida é um Circo (Divulgação/Cinemax)
Minha Vida é um Circo (Divulgação/Cinemax)

A série documental Minha Vida é um Circo, coprodução da HBO Latin America com a bigBonsai, estreia dia 4 de junho às 18h no canal Cinemax. A produção vai além das fronteiras brasileiras e acompanha as viagens de uma pequena trupe circense de São Paulo à Argentina, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, México e Peru, em busca de inspiração para um novo espetáculo.

Em oito episódios, Minha Vida é um Circo retrata a visita do grupo brasileiro, formado por Montanha, Cafi e Du Circo, a trapezistas no interior da França, artistas do Cirque de Soleil em Las Vegas, um famoso palhaço anarquista na Espanha, acrobatas anônimos da Lucha Libre mexicana, e outros talentos dos tablados e picadeiros.
Cada um desses encontros revela o sedutor universo da vida circense, enquanto apresenta questões contemporâneas como o propósito no trabalho, o desapego e, principalmente, a liberdade.
As experiências vividas ao redor do mundo despertarão dúvidas e conflitos na trupe paulistana que busca sua própria identidade. A oportunidade de se reconectar com a verdadeira essência da arte, no entanto, está mais perto do que se imagina.
Minha Vida é um Circo é produzida por Roberto Rios, Paula Belchior e Patricia Carvalho, da HBO Latin America Originals, e Gilberto Topczewski, Felipe Briso e Deborah Osborn, da bigBonsai, com recursos da Condecine – Artigo 39. O roteiro é de Felipe Briso e Henrique Melhado e a direção é de Felipe Briso. A série será distribuída com exclusividade pela HBO Latin America.
Episódio 1: Joga, Pega e Desapega
Determinados a buscar novas fontes criativas, a trupe formada por Montanha, Cafi e Du Circo embarcam em uma grande viagem para conhecer circos e artistas do mundo inteiro. O primeiro destino da jornada é a maior convenção de malabaristas do mundo, na Holanda, onde o grupo se conecta e compartilha experiências com outros talentos.
Episódio 2: O Quarto Elemento
O segundo destino é uma escolha especial: a trupe segue até a Espanha para visitar o irmão de Montanha. Guga, um talentoso acrobata que já trabalhou em diversos circos renomados, recebe velhos amigos em seu trailer para apresentar o epicentro do circo espanhol.
Episódio 3: Revoluções Francesas
Após a visita dos velhos amigos e do irmão, Guga decide se juntar à trupe e, juntos, os quatro cruzam a fronteira em direção à França. Conhecidas pelas inovações que trouxeram para a arte circense, as técnicas dos artistas franceses oferecem novas ideias para o grupo.
Episódio 4: Desmascarados Voladores
Após a imersão no mundo circense francês, questionamentos mais profundos começaram a surgir. Nesse momento de reflexão, Montanha, Guga, Cafi e Du Circo viajam para o México, onde, entre pirâmides e lonas, participam de rituais, curtem confrontos de Lucha Libre e têm a oportunidade de buscar suas verdadeiras identidades.
Episódio 5: O Maior (e o Menor) Espetáculo da Terra
Segundo Guga, Las Vegas é a Meca do circo, porém nem todo mundo concorda. Cafi, por exemplo, resolve abandonar os colegas e vai ao encontro de um guru em uma pequena ilha no Maine. Enquanto isso, Montanha, Guga e Du decidem explorar o extravagante showbiz local, onde espetáculo é a palavra-chave.
Episódio 6: Me Lhama que eu Vou
Apesar do entretenimento espetacular que a trupe presenciou em Las Vegas, ela sabe que o circo é muito mais que extravagância. Ao chegarem no Peru, eles conhecem um espetáculo que é motivo de orgulho nacional, combinando relevância artística com impacto social em comunidades pobres.
Episódio 7: Boludos, Bolados
Em Buenos Aires, a lona ganha contornos políticos. Uma manifestação de palhaços guiada por Chacovachi, um palhaço anarco-terrorista, apresenta para a trupe as raízes de um circo vigoroso e contestador, que ocupa as esquinas da cidade e sobrevive do talento para divertir e fazer pensar.
Episódio 8: Os Bons Filhos
Com pouco dinheiro e muita saudade, a jornada da trupe se encerra. Guga se despede dos amigos e retorna para a Espanha. Apesar das novas ideias, Montanha, Cafi e Du encontram dificuldades para entrar na mesma sintonia e acabam se desentendendo. Porém, ao receberem um convite inesperado para uma importante apresentação, surge a oportunidade de se reconectarem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui