Os Invisíveis | Crítica

Misto de ficção e documentário, filme narra a Guerra em Berlim sob a ótica de quatro sobreviventes.

Leia também:

Zumbilândia – Atire Duas Vezes chega às plataformas digitais

Zumbilândia - Atire Duas Vezes, longa estrelado por Woody Harrelson ("Venom"), Jesse Eisenberg ("A Rede Social"), Abigail Breslin ("Pequena Miss...

Riverdale volta com episódios inéditos no Warner Channel

Riverdale retorna nesta quarta-feira, 22 de janeiro, às 21h40 com episódios inéditos da quarta temporada no Warner Channel. Archie, Betty, Veronica e...

Oscar 2020 divulga indicados e tem dois brasileiros na disputa; veja a lista

O Oscar 2020 teve sua lista de indicados divulgada nesta segunda-feira (13) pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas....
Lais Rilda
Lais Rilda
Estudante de Rádio, TV e Internet e consequentemente apaixonada por audiovisual, passo a maior parte do tempo relacionando o que aprendo em sala de aula com o que vejo na vida real e na ficção.

Os Invisíveis (Divulgação/A2 e Mares Filmes)
Os Invisíveis (Divulgação/A2 e Mares Filmes)

Enquanto aborda histórias de judeus no período que o nazismo prevalecia na Alemanha, Os Invisíveis navega entre o documental e o ficcional. Quatro personagens foram escolhidos para narrar essas histórias e é justamente isso que liga essas pessoas: a possibilidade de contar sua trajetória. Eles são sobreviventes.

No docudrama dirigido por Claus Räfle, após o Partido Nazista tornar oficial a perseguição ao povo judeu na Alemanha, muitos deles precisam se tornar praticamente invisíveis, entre eles a jovem órfã Hanni Lévy (Alice Dwyer); o habilidoso falsificador Cioma Schönhaus (Max Mauff); o apaixonado adolescente Eugen Friede (Aaron Altaras); e Ruth Arndt (Ruby O. Fee), que perde o contato com a família passando-se por viúva e trabalhando para um oficial alemão. Os quatro judeus voltam no tempo ao narrar parte da sua juventude. Enquanto olham para câmera contando relatos da época, a ficção nos leva a imersão dessas memórias onde a violência contra os judeus era brutal.

- Publicidade -

O filme se destaca por conseguir suavizar a transição entre as entrevistas com os sobreviventes e a interpretação dos atores. Além disso, o longa não utiliza cenas de violência durante o seu desenvolvimento. Majoritariamente, a tensão e violência são percebidas pelas palavras e interpretações.

A solidariedade é um outro tema presente na obra. Os quatro sobreviventes de Os Invisíveis só conseguiram resistir graças a ajuda de terceiros que discordavam do cenário violento instalado na época.

- Publicidade -
- Relacionados -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa | Crítica

Qual o termômetro de um bom filme? Se é entregar exatamente aquilo que uma parcela específica do público estava...

Bad Boys Para Sempre | Crítica

O astro Will Smith pode não ter tido muita sorte com seu longa anterior, Projeto Gemini, uma audaciosa produção do gênio Ang Lee que falhou em conquistar...

Zumbilândia – Atire Duas Vezes chega às plataformas digitais

Zumbilândia - Atire Duas Vezes, longa estrelado por Woody Harrelson ("Venom"), Jesse Eisenberg ("A Rede Social"), Abigail Breslin ("Pequena Miss Sunshine") e Emma Stone ("La...

Riverdale volta com episódios inéditos no Warner Channel

Riverdale retorna nesta quarta-feira, 22 de janeiro, às 21h40 com episódios inéditos da quarta temporada no Warner Channel. Archie, Betty, Veronica e seus amigos estão de volta no canal...

Um Lindo Dia na Vizinhança | Crítica

O público brasileiro pode não ser exatamente familiarizado com o programa infantil Mister Rogers' Neighborhood ou com seu personagem principal e apresentador, Fred Rogers,...
- Filmes recomendados -


More Articles Like This

- Publicidade -