O Caso Evandro, podcast sobre crime brutal no Paraná, vai virar série

Série em formato documental irá mostrar na TV o caso das Bruxas de Guaratuba, relatado no podcast Projeto Humanos.

O Caso Evandro, série do podcast Projeto Humanos, vai virar série de TV (Foto: Divulgação)
O Caso Evandro, série do podcast Projeto Humanos, vai virar série de TV (Foto: Divulgação)

O Caso Evandro, trama documental desenvolvida no podcast “Projeto Humanos”, vai virar série. A produção do AntiCast comandada por Ivan Mizanzuk será transportada para as telinhas.

A informação foi confirmada pelo próprio Mizanzuk em seu perfil oficial no Twitter. A produção ficará a cargo da Glaz Cinema.

“Finalmente estou autorizado a falar: SIM, o Caso Evandro vai virar série de TV! A produção tá nas mãos da Glaz Cinema – e vou participar de td o processo. A Mayra Lucas me fez o convite há meses e topei o desafio!”, publicou.

De acordo com Ivan Mizanzuk, a série não contará com atores, por se tratar de um projeto documental para a TV.

Sucesso como podcast, série ainda não tem canal de TV

Ainda em seu Twitter, Ivan Mizanzuk confirmou que a produção ainda não tem um canal definido para ser exibida. Nada anormal, visto que a série ainda está nos trabalhos iniciais.

Em entrevista ao Uol, Mizanzuk contou porquê decidiu contar a história do caso Evandro em um podcast.

“Acho que a história [do Evandro] foi muito coberta e alardeada, mas não foi contada da maneira certa. Eu penso neste podcast quase como em um exercício estético. Se você pesquisar sobre o crime na internet, encontra um monte de informação pingada aqui e ali. Mas faltava o todo. Você tinha um caso muito complexo, que durou muito tempo, mas que até hoje não havia sido contado da maneira que acho importante”, contou.

O que é O Caso Evandro

Em 1992, o que hoje é chamado de “O Caso Evandro” era conhecido também como o caso das “Bruxas de Guaratuba”.

O crime aconteceu em abril de 1992, quando o pequeno Evandro Ramos Caetano, na época com seis anos de idade, foi dado como desaparecido na cidade de Guaratuba, no Paraná.

O corpo da criança foi encontrado dias depois em um estado que revelou a brutalidade do crime cometido – o corpo estava sem vísceras, sem as mãos e sem o couro cabeludo. Outros detalhes bizarros foram encontrados na cena do crime, o que levou as investigações a uma linha de pesquisa relacionada à atos de bruxaria (daí o nome “Bruxas de Guaratuba”).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here