It – Capítulo 2 | Crítica

Com menos susto e mais história, desfecho está à altura da obra literária de Stephen King.

Bill Skarsgård como o Pennywise em It - Capítulo 2 (Foto: Divulgação/Warner Bros.)
Bill Skarsgård como o Pennywise em It – Capítulo 2 (Foto: Divulgação/Warner Bros.)

A cada 27 anos, Pennywise retoma a sua forma de palhaço e incorpora os maiores medos de suas vítimas para devorá-las. Não por acaso foi em 2017 que Andy Muschietti levou aos cinemas “It – A Coisa”, adaptação cinematográfica do livro homônimo e best-seller de Stephen King. Neste ano, o palhaço assustador tomou forma nas telonas na pele de Bill Skarsgård, 27 anos após Tim Curry interpretar o personagem na minissérie (posteriormente transformada em telefilme) de 1990. Sucesso de bilheteria, o terror deu uma pausa no meio da narrativa e prometeu voltar com o tão aguardado desfecho em It – Capítulo 2.

A continuação se desenvolve vinte e sete anos após os acontecimentos que mudaram que a vida dos adolescentes do Clube dos Otários. Eles cresceram e abandonaram a cidadezinha de Derry – menos Mike (Isaiah Mustafa), que continuou por lá em busca de respostas aos dias de horrores vividos por ele, seus amigos e ancestrais. Quando surgem as primeiras pistas de que o Pennywise está voltando, Mike decide reunir o Clube dos Otários para dar um fim, de uma vez por todas, no terror que amedronta Derry a cada 27 anos.

No novo filme, o medo é explorado é de forma mais bizarra, explorando os terrores da mente humana na vida adulta, com pensamentos mais complexos do que quando eram crianças. Em relação ao primeiro “It”, o Capítulo 2 se desenvolve lentamente para que o público se acostume com os novos rostos dos personagens já conhecidos ao mesmo tempo que tenta unir o passado e os tempos atuais para cobrir brechas e separar as armas na luta contra o Pennywise.

O elenco estelar foi escolhido a dedo e numa decisão bem tomada – os rostos de Jessica Chastain, James McAvoy, Bill Hader, Isaiah Mustafah e James Ransone não só se assemelham aos jovens Beverly, Bill, Richie, Mike e Eddie apresentados no primeiro filme como suas atuações, já conhecidas de outros trabalhos, dão um brilho a mais na produção. Além do sueco Bill Skarsgård, que repete os trejeitos assustadores do Pennywise, vale destacar o quão bem James McAvoy e Jessica Chastain desenvolveram seus personagens, que trazem uma profundidade dramática desde o “It – A Coisa”.

Com menos susto e mais história, It – Capítulo 2 traz um desfecho satisfatório como adaptação da obra de Stephen King, deixando o seu legado entre os fãs de horror assim como fez a obra televisiva estrelada por Tim Curry nos anos 90.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here