Ford vs Ferrari | Crítica

Com ótimos protagonistas, filme de James Mangold traz coração à pista de corrida.

Leia também:

‘Projeto Gemini’ e ‘Morto Não Fala’ são as estreias da semana nos cinemas

As estreias desta semana nos cinemas trazem filmes para todos os gostos. "Projeto Gemini", o ousado filme do cineasta...

Cinema da UFPE é a nova opção para os cinéfilos pernambucanos

O Cinema da UFPE, nova sala de exibição no Recife, será inaugurado nesta quarta-feira (09). O evento acontece às...

Sem apoio de editais, Janela de Cinema recorre ao público para acontecer

Um dos maiores festivais de cinema de Pernambuco, o Janela Internacional de Cinema do Recife recorre neste ano ao...
Evie Diane
Evie Diane
Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Denis Villeneuve, Steve McQueen, Luca Guadagnino, Woody Allen, Christopher Nolan, Olivier Assayas.

Christian Bale e Matt Damon em Ford vs Ferrari (Foto: Divulgação/20th Century Fox)
Christian Bale e Matt Damon em Ford vs Ferrari (Foto: Divulgação/20th Century Fox)

A principal lição que se pode tirar do novo filme de James Mangold, é que não há nada que não fique 100% melhor com a presença de Christian BaleFord vs Ferrari tem qualidade, porém perde por se manter demais dentro de uma determinada caixa, por não ousar e por seguir exatamente a mesma fórmula do começo ao fim.

Por sorte, Mangold escalou dois dos melhores atores trabalhando atualmente, e Bale tem em Matt Damon o parceiro de cena perfeito que ajuda a elevar o longa consideravelmente. Baseado em incríveis fatos reais, a produção usa um feito lendário da indústria automobilística como pano de fundo para contar a história de dois homens – dois grandes amigos – que uniram forças para conseguir o que parecia impossível.

- Publicidade -

Ford vs Ferrari (Foto: Divulgação/20th Century Fox)
Ford vs Ferrari (Foto: Divulgação/20th Century Fox)

Ford vs Ferrari é previsível, mas tem emoção genuína

Nos anos 60, o piloto de corrida Carroll Shelby (Damon) foi obrigado a abandonar as pistas devido à um problema cardíaco. Ao mesmo tempo, a Ford passava por um período de crise no qual perdia mais espaço a cada dia para os veículos europeus, em especial à Ferrari, e havia começado a se tornar obsoleta. Para recuperar sua imagem, o time de marketing resolveu apostar na corrida mais perigosa de todas, as 24hrs de Le Mans, com o objetivo de vencer a escuderia italiana. Para tanto, seria preciso construir o carro perfeito, que por sua vez precisaria ser comandado pelo piloto perfeito. Entram Shelby e o ex-soldado e mecânico Ken Miles (Bale).

Brilhante e insolente, Miles gere sua própria oficina com a ajuda da mulher Mollie (Caitriona Balfe) e do filho Peter (Noah Jupe). Afogado em dívidas, ele vê na oferta da Ford a chance de salvar seu negócio e voltar às pistas. A atuação de Christian é a mistura perfeita de orgulho e teimosia de um homem que é o melhor naquilo que faz e não sente a menor necessidade de se vangloriar por isso.

A partir daí o filme explora em detalhes o processo de fabricação e testes do carro dos sonhos. Mangold leva o espectador diretamente para o coração das corridas, lado a lado com os pilotos dentro de máquinas claustrofóbicas, embalado pelo belo ronco dos potentes motores e compartilhando de toda a tensão e do risco iminente de ser reduzido à uma mancha no asfalto ao virar a próxima curva.

Apesar de previsível e de apelar para a conhecida trupe “os americanos contra o resto do mundo”, Ford vs Ferrari consegue transmitir momentos de emoção genuína, sendo amplamente beneficiado pelo Henry Ford II de Tracy Letts, que brilha em uma sequência especialmente hilária. Seja ou não um amante da velocidade, o filme é charmoso o suficiente para agradar à maioria.

- Publicidade -
- Relacionados -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -

Últimos destaques:

A Grande Mentira | Crítica

Assistir Ian McKellen e Helen Mirren por uma hora e cinquenta minutos é sempre um prazer, mesmo quando o veículo não é lá...

Azougue Nazaré | Crítica

Uma terra com uma vasta variedade de culturas que culminam em diferentes religiões, o Brasil vem perdendo suas raízes com a ascensão do poderio...

As Panteras | Crítica

Hollywood fez mais uma vítima na sua não tão nova moda de reciclar franquias - a saudosa série As Panteras ("Charlie's Angels") ganhou uma...

Ford vs Ferrari | Crítica

A principal lição que se pode tirar do novo filme de James Mangold, é que não há nada que não fique 100% melhor com a...

Dora e a Cidade Perdida | Crítica

  A adaptação do desenho interativo Dora, a Aventureira, exibido no começo dos anos 2000 pelo canal Nickelodeon poderia ter seguido um caminho bem diferente e...
- Filmes recomendados -




More Articles Like This

- Publicidade -