- Publicidade -

10 filmes imperdíveis na 44ª Mostra de SP

Festival internacional de cinema exibe 198 filmes de 22/10 a 04/11 com sessões online em plataforma de streaming e em cinemas drive-in.

44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (Foto: Divulgação)
44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (Foto: Divulgação)

- PUBLICIDADE -

A Mostra Internacional de Cinema de São Paulo chega a sua 44ª edição, desta vez quase que inteiramente online devido a pandemia do novo Coronavírus. A programação contará com 198 filmes que serão exibidos através da plataforma de streaming Mostra Play, do próprio festival, e é bom ficar de olho em alguns filmes que vão passar pelo evento.

A seleção da 44ª Mostra de SP traz produções de mais de 70 países, dentre eles filmes que passaram em festivais cultuados mundo afora como Rotterdam, Cannes e Veneza. No entanto, a grande maioria nem chegará às telonas do Brasil, ou mesmo se chegarem, levará alguns meses ou anos para entrar em cartaz, sendo grande parte em circuito limitado.

Então, é bom já se adiantar e “pescar” algumas produções interessantes que o festival traz este ano. Pra te ajudar, selecionamos 10 filmes imperdíveis na 44ª Mostra de SP, que listamos logo abaixo.

10 filmes para ficar de olho na 44ª Mostra de SP

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Uma das grandes novidades da 44ª Mostra de SP é que este ano ela será, em grande parte, online. Os filmes estarão disponíveis na plataforma Mostra Play, como já adiantamos, e assim serão acessíveis para os moradores de todo o Brasil. Nos anos anteriores, quem quisesse participar do festival deveria se deslocar até São Paulo para participar presencialmente do evento.

Cada filme que será exibido na 44ª Mostra de SP custará 6 reais, adianta o site do festival. Os ingressos começam a ser vendidos no primeiro minuto da quinta-feira, 22 de outubro, sendo que alguns filmes selecionados terão data de lançamento e venda dos ingressos diferentes – verifique os títulos na página oficial do evento.

Confira agora os 10 filmes que você não deve perder na 44ª Mostra de SP:

Mãe de Aluguel

Jess Harris é uma web designer de 29 anos que trabalha em uma organização sem fins lucrativos no Brooklyn. Ela está em êxtase por ser a barriga de aluguel e doadora de óvulos de seu melhor amigo, Josh, e o marido dele, Aaron. Após 12 semanas de gravidez, um teste pré-natal retorna com resultados inesperados que representam um dilema moral. O exame do feto para síndrome de Down dá positivo e Aaron e Josh já não têm mais certeza do que fazer. Ao mesmo tempo, a família de Jess discorda do rumo que a vida dela tomou. Enquanto todos consideram a melhor forma de agir, o relacionamento do trio é posto à prova.

Shirley

Duas personalidades imponentes estão no centro deste drama atmosférico: a escritora de terror Shirley Jackson e seu marido, Stanley Hyman, crítico literário e professor universitário. Quando o estudante de graduação Fred Nemser e sua esposa grávida, Rose, vão morar com os Hymans no outono de 1964, eles se veem envoltos sob o encanto e o magnetismo dos brilhantes e pouco convencionais anfitriões. Porém, a necessidade de Shirley de alimentar sua criatividade e escrita é uma força voraz que ameaça devorar o relacionamento do jovem casal.

Valentina

Valentina, uma menina trans de 17 anos de idade, muda-se para uma pequena cidade mineira com sua mãe Márcia para um recomeço. Com receio de ser intimidada na nova escola, a garota busca mais privacidade e tenta se matricular com seu novo nome. No entanto, a menina e a mãe começam a enfrentar dilemas quando a escola pública local começa a exigir, de forma injusta, a assinatura do pai ausente para realizar a matrícula. Apresentando a estreia no cinema da atriz e youtuber trans Thiessa Woinbackk, Valentina é um reflexo dos obstáculos que a sociedade obriga uma jovem mulher a superar, a fim de abraçar quem ela realmente é.

Apenas Mortais

Após terminar um relacionamento com um homem casado, Xian Tian decide transferir seu emprego e voltar à sua cidade natal para cuidar do pai, que sofre de Alzheimer. A moça acredita que sua presença possa ser um conforto para os pais nesse momento. O cotidiano da família, porém, é estremecido quando a doença atinge um estágio avançado, ao mesmo tempo em que Xian Tian começa um novo relacionamento amoroso.

Curral

Longa nacional com Thomás Aquino (“Bacurau”), Rodrigo Garcia (“Tatuagem”) e Carla Salle (“Motorrad”). A produção será exibida na mostra Brasil e entra na Competição Novos Diretores.

No filme, a população de uma pequena cidade brasileira é dividida entre os partidos Azul e Vermelho durante as eleições para prefeito. Esses partidos representam oligarquias políticas que sempre lutam pelo poder. Devido a uma forte seca, a água é a principal moeda de troca para obter os votos da população. Chico Caixa é um ex-funcionário municipal que perdeu o emprego tentando levar água para um bairro pobre, abandonado por motivos políticos. Caixa é convidado por Joel para trabalhar em sua campanha de vereador. Joel se apresenta como uma alternativa aos antigos candidatos que estão no poder há décadas. Mas, à medida que a campanha avança, Chico Caixa percebe que romper com o jogo político estabelecido nem sempre é uma alternativa fácil.

Coronation

Em 31 de dezembro de 2019, o primeiro caso do novo coronavírus foi confirmado em Wuhan. As autoridades chinesas negaram repetidamente que a transmissão de pessoa para pessoa era possível, ocultaram o número de pacientes diagnosticados e puniram a equipe médica por divulgar informações sobre a epidemia. Em 23 de janeiro de 2020, a cidade foi colocada sob lockdown e, logo, a Covid-19 tornou-se uma pandemia global. Coronation examina o controle político do Estado chinês do primeiro ao último dia do lockdown em Wuhan. O filme registra a resposta militarizada e brutalmente eficiente do governo para controlar o vírus, os amplos hospitais de campanha que foram erguidos em questão de dias, os 40 mil médicos e enfermeiros que foram trazidos de ônibus de toda a China, além dos moradores locais, que foram trancados em casa. Ai Weiwei dirigiu, produziu e completou a pós-produção do longa remotamente da Europa. As filmagens foram feitas por cidadãos comuns que moram em Wuhan.

Casa de Antiguidades

Seleção oficial do Festival de Cannes, primeiro longa-metragem do premiado diretor João Paulo Miranda Maria e protagonizado por Antônio Pitanga.

Ambientado no Brasil atual, o filme retrata Cristovam, um homem negro do norte rural, que se muda para uma antiga colônia austríaca, no sul do país, para trabalhar em uma fábrica de leite. Diante de conservadores xenófobos, ele se sente isolado e alienado do mundo branco. Cristovam descobre uma casa abandonada, cheia de objetos e recordações que o lembram de suas origens. Ele se instala ali, reconectando-se com suas raízes. Como se esta casa de memória estivesse viva, mais objetos começam a aparecer. Lentamente, Cristovam passa por uma metamorfose.

Verlust

Protagonizado por Andrea Beltrão e Marina Lima. Isolada na praia, a poderosa empresária Frederica prepara a festa de Réveillon que todos esperam. Em meio à crise do casamento com o fotógrafo Constantin, que afeta diretamente a filha adolescente, ela ainda tem que administrar a vida e a carreira do ícone pop Lenny, que decidiu escrever uma obra misteriosa ao lado do escritor João Wommer. Quando uma criatura estranha surge do fundo do mar, a crise se instaura na teia de afetos e Frederica terá que enfrentar seu maior medo: a perda.

Mate-o e Deixe Esta Cidade

Vencedor do Prêmio Especial do Júri do Festival de Annecy e exibido no Festival de Berlim. Para fugir do desespero após perder as pessoas mais importantes da sua vida, o protagonista desta animação se esconde em um refúgio de memórias, onde todos aqueles que lhe são queridos ainda estão vivos. Com o passar dos anos, uma cidade cresce em sua imaginação. Certo dia, heróis da literatura e outros saídos de desenhos animados da infância aparecem para morar ali, sem serem convidados. Quando o protagonista, então, descobre que todos envelheceram e que a juventude eterna não existe, ele decide, levado pelos personagens que habitam sua imaginação, voltar ao mundo real.

Mamãe, Mamãe, Mamãe

Numa manhã de verão, uma garota se afoga na piscina de sua casa. O pequeno corpo fica lá até que sua mãe o encontre. Ela deixa a outra filha, Cleo, sozinha em casa por horas. A menina fica à espera da tia, que chegará com suas primas: Leoncia, Manuela e Nerina. Cada uma dessas jovens está imersa em um microcosmo particular. Enquanto Cleo, marcada pela tragédia da irmã, é incapaz de expressar esse sentimento, sua mãe fica trancada no quarto, deprimida. Assim, Cleo, junto com as primas, mergulha no mundo feminino da infância, repleto de questões como o medo de nunca ter beijado, o medo de ficar sozinha para sempre, o medo da menstruação e a mudança irreversível em direção ao amadurecimento.

- PUBLICIDADE -
Paulo Cavalcante
Paulo Cavalcantehttp://www.cafedeideias.com
Professor, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a sétima arte e a dramaturgia para as diferentes telas.
Leia mais em:

Conteúdo relacionado:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here